Réver é eleito o pior de São Paulo 2 x 2 Flamengo

LANCE: O Flamengo fiou no empate por 2 a 2 com o São Paulo no Morumbi, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro teve até a chance de vencer, mas desperdiçou algumas chances, como a de Vitinho já perto do fim. Uribe e Rodinei, autores dos gol, além de Renê, Diego e Geuvânio, foram os destaques do Fla.

Confira as notas do LANCE!
Por Matheus Dantas

6,0 - CÉSAR
Não teve o que fazer nos gols marcados por Diego Souza e Helinho. Após um primeiro tempo tranquilo, César fez boas defesas na segunda etapa.

5,5 - PARÁ
Apresentação discreta do camisa 21. Ofensivamente, pouco contribuiu. Na defesa, não comprometeu, mas foi driblado por Helinho no gol dele.

Réver e Léo Duarte no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
5,5 - LÉO DUARTE
Travou bom duelo com Diego Souza e Carneiro, levando vantagem em boa parte dos embates. Não teve sucesso nas subidas ao ataque.

4,5 - RÉVER
Vacilou na marcação no lance do primeiro gol do São Paulo. Ainda teve problemas pelo alto e por baixo contra os velozes atacantes do rival.

6,5 - RENÊ
O camisa 6 deu sequência ao bom momento que vive. Foi seguro na parte defensiva e contribuiu com ótima assistência para Fernando Uribe.

5,0 - CUÉLLAR
O colombiano não fez uma boa partida no Morumbi, errando em lances que não costuma errar. Foi substituído na etapa final por Dorival Júnior.

6,0 - WILLIAN ARÃO
A postura adotada pelo São Paulo em boa parte do jogo fez com que o volante não tivesse tanto trabalho na marcação. Atuação tranquila.

5,5 - LUCAS PAQUETÁ
Não estava em uma boa tarde, errando passes simples durante todo jogo. Apesar disso, o camisa 11 não se omitiu e seguiu arriscando.

5,5 - EVERTON RIBEIRO
Foi pouco procurado pelo time, que forçou o jogo pelo lado esquerdo. Criou algumas jogadas de perigo, e deu lugar a Geuvânio na etapa final.

6,0 - VITINHO
Hesitou em finalizar lances, mas se redimiu na jogada para o gol de Rodinei. Teve a bola para virar o placar, mas perdeu uma chance incrível.

6,5 - DIEGO
Contribuiu na pressão exercida pelo Flamengo na etapa final, confirmando que pode recuperar a titularidade na reta final do ano.

6,5 - GEUVÂNIO
Deu maior profundidade ao time pelo lado direito do ataque. Foi uma alternativa boa nos minutos finais, quando o Flamengo pressionou.

6,5 - RODINEI
Foi a cartada final de Dorival Júnior e cumpriu o papel esperado. Subiu ao ataque e, dentro da área, apareceu para marcar o gol de empate do Fla.

6,5 - DORIVAL JÚNIOR
Time dominou o primeiro tempo, mas sofreu gols em lances isolados. As substituições feitas melhoraram a produção da equipe na segunda etapa.

Vacilou na marcação no lance do primeiro gol do São Paulo. Ainda teve problemas pelo alto e por baixo contra os velozes atacantes do rival.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget