Torcedores capixabas encaram chuva para ver 'Heróis do Flamengo'

GLOBO ESPORTE: O capixaba que torce para o Flamengo deu mais uma demonstração de amor ao clube neste final de semana, no evento Heróis da Nação, realizado no estádio Kleber Andrade, em Cariacica. Nem a chuva que assolou a Grande Vitória nos últimos dias foi capaz de tirar do torcedor rubro-negro a vontade de ver de perto alguns dos grandes ídolos da história do clube em campo.

Principal jogador da história do Flamengo, Zico não esteve presente no evento. O Galinho, porém, foi bem representado pelo seu filho Thiago Coimbra, que fez dois gols e ajudou na vitória dos ídolos rubro-negros, por 4 a 2, sobre a FAP (Flamengo Amor e Paixão), time formado por torcedores do clube.

Foto: Divulgação
- Pra mim é uma honra jogar com esses craques que eu conheço desde pequeno, porque mesmo com a idade avançada eles conseguem dar show. Os gols foram sorte (risos), tentei substituí-lo (Zico) um pouquinho, porque não é a mesma coisa, mas eu estou muito feliz de participar dessa festa - disse Thiago Coimbra.

No meio de grandes ídolos, a admiração por um, em especial, chamou a atenção. Trata-se de Ronaldo Angelim, o “Magro de Aço”, autor do gol do título Brasileiro de 2009. O ex-zagueiro diz ter feito pouco para receber tamanho carinho do torcedor flamenguista.

- Onde eu chego a torcida tem um carinho enorme pela minha pessoa. Sei que não fiz isso tudo pelo clube, ganhei apenas um Brasileiro, mas a torcida capixaba tem um respeito e carinho enorme, então eu procuro retribuir atendendo todo mundo da melhor maneira possível.

A oportunidade de enfrentar, dentro das quatro linhas, grandes nomes da história do seu clube de coração é algo inesquecível. Quem garante é o professor Flávio Martins, um dos flamenguistas felizardos a ter entrado em campo e participado do evento.

- Ter participado desse evento com esses grandes ídolos, onde eu já fui muitas vezes vê-los no Maracanã, foi muito bom. O jogo foi bacana, infelizmente a chuva atrapalhou um pouco, mas foi uma partida leal, onde os caras puderam mostrar toda a sua classe.

De Sávio para Sávio

A tarde deste sábado ficará marcada para sempre na memória de Sávio Alves Mello, estudante de 24 anos. Após o evento, o jovem conheceu a principal inspiração para o seu nome, o ex-jogador Sávio, o “Anjo Loiro da Gávea”. O encontro com o ídolo fez com que o fã se emocionasse e até perdesse as palavras.

- Para mim foi uma honra imensa conhecer o Sávio, o cara que deu o meu nome. Então é uma emoção indescritível, sem palavras.

Ao tomar conhecimento da história que o une ao fã, o ex-jogador se diz feliz e honrado. O fato mostrou ao Anjo Loiro da Gávea um pouco da representatividade perante ao torcedor rubro-negro.

- Quando a gente tem essa profissão num clube tão popular como o Flamengo, é difícil analisar a dimensão real, mas quando você vê que alguém colocou o seu nome em homenagem a gente consegue chegar um pouco perto dessa dimensão. Eu fico muito feliz e honrado, é uma responsabilidade muito grande. Quando eu jogava eu sabia que não só dentro de campo, mas o que eu fazia fora de campo, eu passava algo para fora, para os jovens, para as crianças, então essa minha preocupação, de passar coisas boas.

O título do Brasileiro ficou mais distante após a derrota para o Botafogo no clássico de hoje. Sávio mantém a esperança na conquista, apesar de reconhecer a dificuldade, principalmente por conta do bom momento vivido pelo Palmeiras, líder da competição. O ídolo rubro-negro, entretanto, garante secar muito o clube paulista nas rodadas restantes.

- A esperança, como torcedor do Flamengo, vai até a última rodada. Mas é claro que ficou muito difícil, a gente tem que ser realista. Quando se abre seis pontos em um campeonato que está acabando, e o Palmeiras jogando de uma maneira regular, é claro que se torna difícil. Mas agora é acreditar, somar os pontos e torcer pelos tropeços do Palmeiras. Eu vou secar muito o Palmeiras.

Ainda em êxtase por conhecer o ídolo, o confiante Sávio garante que o encontro o fará torcer ainda pelo Flamengo na reta final do Brasileirão.

- Depois de hoje me deu até mais ânimo para torcer. Nós vamos conseguir esse título, sim.

Três gerações rubro-negras
O evento também serviu para que a nova geração de torcedores do Flamengo pudesse estar em contato com ídolos do passado. Caso de Malu Corrêa, que foi ao evento junto dos pais e do avô.

Segundo o avô de Malu, Samuel Koepper, a oportunidade de colocar a neta em contato com parte da história rubro-negra o alegra.

- Eu tive a possibilidade de ver os craques da década de 1980, então hoje é uma grande alegria estar aqui com a minha neta. Não é indução nossa ela ser flamenguista, ela que escolheu ver os jogos e gostou da cor vermelha e preta.

O Galinho, porém, foi bem representado pelo seu filho Thiago Coimbra, que fez dois gols.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget