Torcida do Flamengo supera frustrações e dá um show à parte

LANCE: Para o Flamengo, não há mais nada em jogo no Brasileirão. Contudo, mais de 50 mil rubro-negros são aguardados no Maracanã neste sábado, às 19h, para uma grande festa de despedida. A direção do clube, em reconhecimento ao apoio da torcida durante o ano, reduziu o preço dos ingressos para o jogo - válido pela 38ª rodada - e convocou os torcedores para estabelecer novo recorde de público no campeonato. Com "rodadas de antecedência", o Flamengo já havia garantido a posição de dono na melhor média da Série A.
9
Até agora, são 18 partidas como mandante 46.528 torcedores pagantes em média, um grande salto em relação aos anos de 2017 (média de 14.484 pagantes) e 2016 (média de 24.542 pagantes). Os números positivos da atual temporada são explicados por dois pontos principais: a diretoria "acertou a mão" na política de preços e a disponibilidade do Maracanã durante todo o ano. Desta forma, o Flamengo conciliou resultado esportivo, com a presença em peso da torcida, e o resultado financeiro, com arrecadação de bilheteria beirando os R$ 25 milhões apenas no Campeonato Brasileiro.

Torcida do Flamengo - Foto: Delmiro Junior
- A Nação quando abraça o time é muito importante, tem sido assim desde o início do ano. A gente sentiu o carinho e a confiança - comentou Cuéllar, que participou de evento em uma loja do clube com mais de 300 rubro-negros.

Uma das principais críticas à gestão de Eduardo Bandeira de Mello era quanto a precificação das entradas, mas com um estádio de grande porte como o Maracanã à disposição, a política foi revista para 2018. Na atual edição da Série A, o ticket médico rubro-negro é de R$ 29, o nono mais caro entre os 20 clubes. Os bilhetes de Palmeiras e Corinthians são os mais caros: R$ 58 e R$ 42, respectivamente.

Em 2016, o Flamengo foi itinerante, mandado três partidas no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, quatro no Mané Garrincha, em Brasília, duas no Pacaembu, em São Paulo, cinco no Kleber de Andrade, em Cariacica, uma na Arena da Dunas, em Natal, e quatro no Maracanã. Neste cenário, o ticket médio para o torcedor rubro-negro foi de R$ 56,00.

Em 2017, a Ilha do Urubu tornou-se a casa do time, com 15 partidas no local (três no Maracanã e uma no Raulino de Oliveira). O investimento no estádio da Portuguesa foi de R$ 20 milhões. A capacidade era de 20 mil torcedores e, com a justificativa de que a oferta era pouca e a demanda era grande, o Flamengo terminou aquele Brasileirão com o ticket médio de R$ 48,00, o terceiro mais caro da Série A.

Com "rodadas de antecedência", o Flamengo já havia garantido a posição de dono na melhor média da Série A.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget