O que o novo comando do futebol já fez no Flamengo?

UOL: A quarta-feira (19) marca o início da gestão Rodolfo Landim no Flamengo. Eleito no dia 8 de dezembro, o novo presidente toma posse junto aos 18 vices escolhidos. Embora a cerimônia seja tradicional, o mandatário só poderá assinar pelo clube a partir do dia 1º de janeiro de 2019. Tal fato, porém, não impede o trabalho do comando do futebol, embora apenas o técnico Abel Braga tenha sido contratado até o momento.

Durante os 11 dias desde a vitória no pleito, a nova gestão apenas mapeou o mercado em busca das peças desejadas. Abel Braga já tinha um acordo desde antes da eleição e, ainda que não pudesse assinar o compromisso, fechou a questão com o presidente Rodolfo Landim.

Foto: Divulgação
Nos demais casos, o fato de o mandatário nem sequer ter tomado posse acarreta em um peso significativo. Os dirigentes integrantes da gestão definiram que nada seria anunciado de maneira oficial até que os contratos pudessem ser assinados, em clara demonstração de precaução.

Marcos Braz, vice-presidente de futebol, e Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice de Relações Externas, estão no comando da operação na pasta que foi o principal alvo de atuação durante a campanha. Um comitê com integrantes de grupos políticos também foi formado para debater ideias e contratações.

Mudanças, principalmente de postura, foram prometidas no futebol, assim como aquisições que qualificassem um grupo considerado de bom nível pelos cartolas. A cobrança da torcida, no entanto, já pode ser observada. Mas o fato é que a transição entre governos que rivalizaram durante toda a campanha eleitoral retarda o processo, ainda que ocorra de forma natural.

Outras pontas que serão atacadas no futebol envolvem a comissão técnica fixa e o departamento médico. As mudanças, no entanto, serão feitas por etapas. O Flamengo assinou contrato para disputar a Florida Cup e viaja aos Estados Unidos logo nos primeiros dias de janeiro. Além do fato de a nova direção só ter a caneta em mãos após a virada do ano, os profissionais estão de férias e se reapresentam normalmente para trabalhar no dia 2 de janeiro.

Exames e avaliações são necessários, além de trabalhos específicos, de forma que a viagem não atrapalhe a preparação para uma temporada tão esperada. Outro ponto fundamental está na questão financeira.

A direção faz a análise econômica para saber exatamente como proceder na reformulação dos departamentos. Cada caso está em estudo. Independentemente disso, é denominador comum de que o futebol rubro-negro terá mudanças, mesmo que as alterações sejam feitas em etapas e demorem mais do que o tempo do torcedor.

Durante os 11 dias desde a vitória no pleito, a nova gestão apenas mapeou o mercado em busca das peças desejadas.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget