Flamengo corresponderá o status de 'favorito'?

SPORTV: Por Ricardo Gonzalez

Participei da edição da última terça-feira do Sportv News, ao lado da amiga Lizandra Trindade. E um dos temas foi a montagem de mais um elenco milionário por parte do Flamengo. As contratações de Rodrigo Caio e, principalmente, de Gabigol e Arrascaeta, dão ao clube um favoritismo absoluto ao time no Estadual, outro dividido com o Palmeiras no Brasileiro e na Copa do Brasil, e uma expectativa acima da média quanto à Libertadores. Ou seja, nada muito diferente dos últimos dois anos, quando o Rubro-Negro ficou com um único Estadualzinho.

Na cerimônia de apresentação do Estadual, o técnico Abel Braga classificou a situação como uma "armadilha". Mas será impossível fugir dela. No âmbito estadual, o Flamengo tem um elenco que vale mais do que os dos três rivais somados. Claro que não significa que o time já é campeão, ou mesmo que será. Mas é inegável que tem obrigação de ganhar, e que se isso não acontecer ocorrerá uma pesada frustração, mesmo não estando o Estadual entre as prioridades para 2019.

Flamengo campeão da Florida Cup - Foto: Alexandre Vidal
É louvável que a nova diretoria do Flamengo tenha adotado o modelo do Palmeiras como base para a temporada. Um técnico experiente, especialista em vestiário (uma mescla de rigidez com carinho para os jogadores ), e a montagem de um elenco onde possam ser formados dois grandes times. Mas a segunda parte ainda está incompleta. Do meio para a frente, especialmente se Bruno Henrique vier, pouco mais é necessário. Mas o clube ainda não tem duas boas linhas de defesa - há controvérsias sobre se tem uma. Falta pelo menos mais um zagueiro e dois laterais.

Em campo, quem entrará mais pressionado é o uruguaio Arrascaeta. Ele é a contratação mais cara da história do clube, em pelo menos duas vezes foi carrasco do Flamengo vestindo o manto do Cruzeiro, e terá, no mínimo, de manter o nível de atuações que teve em Belo Horizonte. Vai ajudar muito se a comissão técnica tomar duas medidas: estar preparada para as muitas convocações em que perderá Arrascaeta para a Celeste Olímpica, em ano de Copa América; e não engessar o meia numa posição fixa. Pode-se até dar ao uruguaio uma função tática específica sem a bola. Mas com ela sob posse rubro-negra, Arrascaeta precisa ter livre movimentação, sempre brilhou quando teve essa liberdade preservada por Mano Menezes.

A conquista do Torneio da Flórida, pequena em relação ao que a torcida espera para este ano, mas relevante quando se pensa que no pouquíssimo que o Flamengo ganhou nos últimos anos, traz, no mínimo, um ambiente de vitória no início do relacionamento de Abel com o time e com os reforços estelares. A conferir se será duradouro ou não.

Arrascaeta precisa ter livre movimentação, sempre brilhou quando teve essa liberdade preservada por Mano Menezes.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget