Flamengo liga o alerta para problema no olho de Bruno Henrique

GILMAR FERREIRA: E o Santos, depois de mais de um mês de tratativas, aceitou vender os direitos econômicos do atacante Bruno Henrique ao Flamengo.

Algo em torno dos seis milhões de euros (quase R$ 23 milhões), mais o empréstimo por um ano do volante Ronaldo.

O acordo foi firmado neste final de semana, mas a oficialização do negócio ainda é cercada de expectativas.

E somente depois de cuidadosos exames médicos é que o Flamengo anunciará de forma oficial a sua quarta contratação na temporada.

E aí vocês me perguntam: "Ué, mas isso não é como de praxe?"

Foto: Divulgação
Sim, mas o que parece ser uma conduta rotineira, esconde outra preocupação.

No último dia 17 (quinta-feira), fez um ano que uma bolada atingiu o rosto do jogador numa partida entre Santos e Linense, causando cinco lesões na vista direita.

E a lesão poderia ter sido tão séria, quanto a que encurtou a carreira do mítico Tostão.

Bruno Henrique chegou a ficar três meses sem jogar e quando retornou usou óculos protetores.

Mesmo assim, houve muito disse-me-disse quanto ao protocolo da recuperação, e três médicos foram demitidos por conta da demora na volta aos gramados.

O especialista que o atendeu logo após o fato foi o oftalmologista Celso Afonso, que acabou responsável pelo tratamento conservador, ao contrário do de Tostão.

Relembrando: em 1969, o então craque do Cruzeiro levou uma bolada no olho esquerdo que causou o deslocamento da retina.

Ele foi operado em Houston, nos Estados Unidos, e voltou a tempo de ser campeão da Copa de 1970, no México.

Mas em 1973, com problemas no mesmo local, abandonou o futebol aos 26 anos, quando atuava no Vasco.

Celso Afonso disse ao site Globoesporte.com no ano passado que no caso de Bruno Henrique "não chegou a haver o desocamento da retina, apenas o rasgo".

E que por isso, não via a necessidade de cirurgia.

Pois é, mas nos corredores da Vila Belmiro, há quem sustente a tese de que o jogador perdeu visão periférica e comprometeu os movimentos em profundidade.

E que deveria ter sido levado para cirurgia no Wilmer Eye Institute, da Universidade Johns Hopkins, na cidade de Baltimore, em Maryland, nos Estados Unidos.

Como de fato chegou a ser cogitado.

Essse complexo é considerado um dos melhores do mundo em oftalmologia e na opinião de muitos o Santos não deveria ter hesitado em fazer isso.

Fato é que em 2017 Bruno Henrique fez 18 gols em 53 jogos, e no ano passado, após a lesão, marcou dois gols em 32 partidas.

E, independentemente dos números, não fez atuações do mesmo nível.

Como não se pode assegurar que a queda no rendimento teve a ver com a lesão, o Flamengo vai examiná-lo com carinho.

Os médicos irão aferir se houve comprometimento na mobilidade do atacante, ou se o disse-me-disse faz parte do rame-rame da política interna do Santos...

E somente depois de cuidadosos exames médicos é que o Flamengo anunciará de forma oficial a sua quarta contratação na temporada.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget