Autoridades divergem sobre interdição do CT do Flamengo

O GLOBO: Em reunião no Ministério Público na tarde desta sexta-feira, a diretoria do Flamengo recebeu uma série de exigências a cumprir por parte das autoridades para regularizar o Centro de Treinamento. As entidades presentes não se entenderam, no entanto, se a interdição do local, novamente pedida pela Prefeitura do Rio e Corpo de Bombeiros, deve se dar de forma imediata ou através de decisão judicial. Vale lembrar que a Justiça já determinou que crianças e adolescentes não frequentem a estrutura até a regularização total do CT.

- Crianças e adolescentes não podem entrar no clube. Quanto aos adultos, não temos uma decisão judicial nesse sentido. A Prefeitura e o Bombeiros dizem que o Ct está interditado - declarou a a promotora de Justiça do MP RJ Ana Cristina Huth.

Foto: Divulgação
A Prefeitura deixou o local da reunião da força-tarefa minutos antes dos esclarecimentos. Mas em nota, em seguida, disse que a interdição que vale é a de 2017.

Ao responder as perguntas pela primeira vez, o Flamengo, através do vice-jurídico Rodrigo Dunshee, não deixou claro se vai fechar o Ninho do Urubu para os profissionais. O dirigente se irritou com a sequência de questionamentos e abandonou a coletiva. Antes, disse apenas que o Flamengo vai cumprir as exigências das autoridades no menor tempo possível.

- Sou vice-juridico há pouco mais de trinta dias. Flamengo vai sentar no seu Conselho Diretor para saber o que fazer. Não posso falar pela gestão passada, mas queremos atender as autoridades - afirmou Dunshee, inaugurando o discurso da nova diretoria de passar a bola para a gestão do ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello. O atual mandatário, Rodolfo Landim, dessa vez nem apareceu no encontro no Ministério Público.

- O MP verificou que ainda existem pendências apontadas pela Prefeitura e Corpo de Bombeiros. Decidimos que já tínhamos elementos suficientes para reiterar o fechamento do CT. Haja vista o incêndio e as consequências, como a morte dos atletas. Com os laudos elaborados estamos rascunhando um Termo de Ajustamento de Conduta para apresentar ao Poder Judiciário. Flamengo se comprometeu a atender todas as demandas. - afirmou a promotora Ana Cristina Huth.

Também foi discutido no âmbito da câmara de conciliação o andamento das conversas sobre as indenizações às famílias das vítimas. Na próxima segunda-feira as reuniões com as famílias terão início, mas não há parâmetros de valores discutidos ainda.

Parte da estrutura da base já foi interditada

O Ministério Público do Trabalho confirmou que houve sim a interdição de algumas partes do Centro de Treinamento apos a vistoria da última terça-feira. Em razão de problemas elétricos, a escola usada pelos jovens da base foi fechada.

- Avaliamos as condições de saúde e segurança no local, e constatamos que havia problemas em três quadro elétricos, em alguns equipamentos com falta de aterramento. Havia riscos de choque e incêndio. Foi feita uma interdição nesses locais. Que fazem parte da parte antiga do CT, onde funcionava uma escola - disse o Superintendente do Trabalho Alex Bolsas.

As entidades não se entenderam se a interdição do local deve se dar de forma imediata ou através de decisão judicial.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget