Flamengo contrata advogado criminalista para investigar incêndio

O GLOBO: A diretoria do Flamengo contratou um advogado criminalista para acompanhar as investigações da Polícia Civil sobre as mortes no Centro de Treinamento.

Trata-se de Ricardo Pieri, que recentemente defendeu o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes em processos relacionados à operação Lava-Jato.

Pieri é vice-presidente da Comissão de Processo Penal da seccional do Rio de Janeiro da Ordem dos Advogados do Brasil e membro da Comissão Permanente de Direito Penal do Instituto dos Advogados Brasileiros.

O advogado tem acompanhao de perto os depoimentos das testemunhas ouvidas na 42ª DP, entre funcionários e dirigentes do Flamengo.

A reportagem tentou contato com Ricardo Pieri, mas ele estava fora do escritório. Estão previstos novos depoimentos nos próximos dias.

Foto: Divulgação
A INVESTIGAÇÃO

A investigação foi dividida em três fases: a do Flamengo; as empresas que prestam serviço ao clube, como a NHJ, responsável pela instalação do contêiner; e a parte pública que envolve prefeitura, bombeiros e outros. Nesta última, serão analisados todos os documentos referentes a licenças e certificados.

A polícia está pedindo a Light um gráfico com as oscilações de energia na área onde fica o Ninho do Urubu, das 18h do dia 7 até às 6h do dia 8, quando ocorreu o incêndio no alojamento dos atletas. Em todos os depoimentos prestados pelos funcionários do Flamengo eles ressaltam os picos de energia após o temporal, há uma semana.

Nesta terça, o depoimento da responsável pela lavanderia do clube, Maria Cícera de Barros, que ajudou os jovens a saírem do contêiner, foi um dos mais esclarecedores.  Ela disse que ouviu um barulho e viu um dos atletas indo em sua direção. O rapaz procurava o monitor Vinicius para avisar sobre o fogo no  ar-condicionado. Segundo ela, já havia labaredas e ela foi ao local ajudar. Ela não soube dizer onde estava o monitor. Em seu depoimento, prestado outro dia, Vinicius contou que estava numa casa ao lado. O fato é que Cícera e o segurança foram os primeiros a chegar para ajudar os atletas.

Os depoimentos dos cinco funcionários duraram cerca de quatro horas. Eles chegaram por volta das 14h, na van do clube. Nenhum deles quis falar com a imprensa na chegada e na saída. Os funcionários estavam nervosos. Alguns chegaram a esconder o rosto com a própria roupa. Eles foram ouvidos separadamente. Do lado de fora, uma van do Flamengo passou todo o tempo com o motor ligado com um motorista aguardando a saída das testemunhas. O motorista só saiu com o carro para comprar e levar garrafas de água para os funcionários que estavam na delegacia.

Todos eram responsáveis de alguma forma pela manutenção do Centro de Treinamento do Ninho do Urubu, mas o principal é o gerente administrativo, Luiz Humberto, encarregado da manutenção do CT. Também depuseram a responsável pela lavanderia, o copeiro José Antônio, e duas auxiliares de serviços gerais: Daniela da Silva e Rita de Cássia. Daniela foi quem avisou ao segurança Benedito Ferreira sobre o incêndio. Ele já foi ouvido uma vez pela polícia.

Principal funcionário ainda deve ser ouvido

Quem não estava entre os depoentes era o diretor de administração do CT, Marcelo Helmann. Ele acompanhou a vistoria das autoridades ontem, mas no dia da tragédia e nas reuniões do gabinete de crise, demonstrou falta de conhecimento sobre documentações e rotinas nas instalações. Ele ainda pode ser ouvido pela polícia.

A nova diretoria questionou o profissional sobre uma série de assuntos, e não obteve resposta. Hellmann é funcionário do clube desde a gestão anterior. Normalmente, costuma ir ao CT não mais do que duas vezes por semana, em seu carro importado. No dia do incidente, foi um dos últimos a chegar no Ninho.

O ex-vice de patrimônio Alexandre Wrobel só apareceu no dia seguinte, mas não acrescentou em muita coisa, de acordo com fontes da atual direção. Wrobel, Helmann e Luiz Humberto foram procurados, mas não quiseram se manifestar.

Trata-se de Ricardo Pieri, que recentemente defendeu o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes em processos relacionados à operação Lava-Jato.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget