Geninho revela frustração por nunca ter treinado o Flamengo

GAZETA ESPORTIVA: Atualmente no Avaí e tendo comandado mais de 30 clubes durante toda a carreira, o experiente técnico Geninho revelou, em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, que faltou o Flamengo em seu vasto currículo. Afirmando que recebeu convite da equipe carioca após Joel Santana decidir comandar a seleção da África do Sul, em 2008, o paulista de 70 anos explicou o motivo para não ter aceitado o desafio de treinar o Rubro-negro.

“Tive a felicidade de trabalhar em muitos lugares, mas um time que eu gostaria de ter treinado e acabou não acontecendo, por minha culpa, foi o Flamengo. Tive o convite da equipe, mas não quis deixar o Atlético Mineiro – isso, na época em que o Joel saiu para comandar a África do Sul. Recebi o convite diretamente do próprio presidente do Flamengo na época, conversei com o Joel, mas optei por permanecer no Atlético, já que eu já tinha deixado o time anteriormente na carreira para dirigir o Corinthians. Não queria repetir o ‘bafafá’, o ‘disse me disse'”, explicou.

Foto: Divulgação
“A camisa do Flamengo é pesada, é um time de representatividade, mas não posso culpar ninguém de lá, acabei não indo por motivos meus”, completou Geninho.

O treinador também relembrou, durante a entrevista, a conquista do Campeonato Brasileiro de 2001 com o Athletico-PR. Mesmo tendo conquistado um título com o Corinthians, Geninho não hesitou em apontar o Brasileirão daquele ano como o principal feito de sua carreira.

“Claro que ganhar um título (Campeonato Paulista de 2003) com um time da dimensão do Corinthians representa muita coisa, os torcedores me reconhecem e fazem elogios até hoje. Mas vencer o Brasileirão, principalmente com um time que não era grande e nem de elite, representou demais”, contou.

“Era um campeonato diferente, mas para chegar ao título, tivemos que eliminar São Paulo e Fluminense. Dos que classificaram, só tinham dois times pequenos, que foram justamente os que chegaram na final. A partir daquela conquista, existe o rótulo de treinador credenciado – você coloca um título brasileiro em seu currículo e há uma maior valorização e reconhecimento. Tive vários títulos dentro e fora do Brasil, mas essa é a conquista mais importante da minha carreira”, finalizou.

O paulista de 70 anos explicou o motivo para não ter aceitado o desafio de treinar o Rubro-negro.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget