Incêndio no Flamengo promove preocupação em relação a CT's

R7: O conhecido lema “craque o Flamengo faz em casa” acabou virando uma provocação depois da tragédia que matou dez jogadores das suas categorias de base, na última sexta-feira (8), no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu. A impressão que ficou mesmo entre especialistas é de que outros clubes do futebol brasileiro podem estar ainda piores.

Autor de um estudo que promoveu um ranking dos melhores centros de treinamento do Brasil, em 2010, João Carlos Bouzas Marins, da UFV (Universidade Federal de Viçosa), em Minas Gerais, foi categórico em afirmar que o Flamengo melhorou, em muito, suas instalações. Ainda assim, a estrutura que abrigava jogadores do sub-14 ao sub-17 se mostrou precária. Os atletas estariam a poucas semanas de serem transferidos para o antigo prédio em que os profissionais se concentravam.

“Sabe quando você está perto de mudar e não quer investir muito? Foi isso que aconteceu por lá”, disse Marins, em relação aos contêineres, muito utilizados na construção civil para instalações provisórias. “O grande questionamento, no entanto, é a situação dos demais clubes. Você imagina a quantidade de clubes pelo Brasil que não têm estruturas que beiram o ridículo.”

Ninho do Urubu após tragédia - Foto: Divulgação
Na época do estudo, o Flamengo ocupava o que seria o meio da tabela do ranking, de acordo com os critérios de instalações. O último módulo do Ninho do Urubu foi inaugurado no final do último novembro e hoje abriga os atletas e a comissão técnica do time profissional para as vésperas das partidas. O investimento foi de R$ 23 milhões.

Desde a modernização da Cidade do Galo, o centro de treinamento para as categorias de base e o profissional do Atlético-MG, o local é tido como o mais completo do Brasil. Na Copa 2014, atraiu a seleção argentina para os locais com avançados complexos de fisiologia, concentração e atividades em campo.

“Vai um protesto aqui. Agora vai começar uma revisão no centro de treinamentos dos times. É o que falamos. Primeiro a tragédia e depois as providências. É um momento muito chato de falar”, disse o técnico do Galo, Levir Culpi, em entrevista à imprensa, horas depois de tomar conhecimento da tragédia.

O incêndio no Ninho do Urubu teria sido provocado por um curto-circuito no ar-condicionado do setor destinado aos jogadores da categoria de base. A Prefeitura do Rio informou que o local onde havia a estrutura estava descrito como sendo um estacionamento. Além disso, o certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros não foi apresentado e o alvará não foi concedido.

Na época do estudo, o Flamengo ocupava o que seria o meio da tabela do ranking, de acordo com os critérios de instalações.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget