Reforços buscam engrenar no Flamengo

LANCE: "O dinheiro não entra em campo", foi uma das frases ditas pelo meia Danielzinho, do Fluminense, ao falar sobre a vitória em cima do Flamengo e a consequente eliminação do rival na semifinal da Taça Guanabara. Badalado por conta das cifras milionárias envolvidas nas negociações para reforços para esta temporada, o Rubro-Negro começou o Campeonato Carioca como favorito, mas, com o técnico Abel Braga realizando testes em busca da formação ideal, os novos nomes do elenco ainda buscam engrenar no clube da Gávea.

Arrascaeta, que se tornou a contratação mais cara da história do Fla, teve tempo em campo inversamente proporcional ao valor investido - cerca de R$ 55 milhões. Dos quatro reforços (além dele, o zagueiro Rodrigo e os atacantes Gabigol e Bruno Henrique), ele foi o que menos esteve em campo, com apenas 196 minutos e só um jogo do começo ao fim.

Rodrigo Caio em Flamengo x Fluminense - Foto: Lucas Merçon
Na última quinta-feira, após falhar no lance que gerou o gol de Luciano, o meia foi às redes sociais pedir desculpas à torcida rubro-negra.

Com o meio de campo formado por Cuéllar, Arão, Diego e Everton Ribeiro, Arrascaeta acabou tendo números aquém do esperado nesta Taça Guanabara, como por exemplo não ter dado assistência alguma ou ter apenas seis finalizações. Por outro lado, se destaca nos lançamentos, sendo o quarto do elenco no quesito, com dez, e o segundo em aproveitamento de cruzamentos, com 37,5% (atrás apenas de Everton Ribeiro, que tem 48,5%).

Rodrigo Caio, por outro lado, rapidamente conquistou a vaga de titular e forma dupla com Rhodolfo. Dos reforços, ele foi o primeiro a estrear e o que tem mais tempo jogado, até o momento, com 450, atuando do começo ao fim em cinco jogos neste primeiro turno do Carioca.

O zagueiro tem um gol, contra o Boavista, e é o jogador com melhor aproveitamento de passes certos - 187 em um total de 190. Além disso, o camisa 3 é o quinto do elenco com mais posse de bola.

Entre os atacantes, um fez estreia triunfal e outro ainda busca desencantar. Bruno Henrique, quarto reforço a chegar ao Rubro-Negro e já é o artilheiro da equipe na temporada, com três gols em três jogos. O cartão de visita do camisa 27 foi contra o Botafogo, quando atuou pela primeira vez com a camisa rubro-negra, marcou dois gols e garantiu a virada sobre o Botafogo.

O jogador, que tem 246 minutos em campo, ganhou a vaga no time titular que era ocupada por Vitinho, maior contratação da história do Rubro-Negro até a chegada de Arrascaeta.

Já Gabigol ainda busca balançar a rede pela primeira vez pelo Fla - ele chegou a fazer um gol, mas que acabou anulado pela arbitragem, que alegou posição irregular. Artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado, quando defendia o Santos, ele passou a Taça Guanabara em branco.

Há uma incógnita em relação ao atacante. Abel Braga demonstrou ter gostado da atuação do camisa 9 quando ele jogou pelo lado, mas, em mais de uma oportunidade, ele jogou como referência do ataque. Até o momento, ele esteve em campo em cinco jogos, somando 316 minutos.

Agora, o comandante tem cerca de 10 dias para acertar o time e pensar em como usar os reforços para a estreia na Taça Rio, segundo turno do Carioca, que acontecerá no dia 24, contra o Americano.

Com Abel Braga realizando testes em busca da formação ideal, os novos nomes do elenco ainda buscam engrenar no clube da Gávea.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget