A noite da torcida do Flamengo no 50º jogo de Liberta no Maracanã

GLOBO ESPORTE: A noite era especial, e assim se comportou a torcida do Flamengo na vitória sobre a LDU por 3 a 1. No dia do 50º jogo do time no Maracanã na história da Libertadores, os rubro-negros compareceram em grande número e fizeram grande festa nas arquibancadas.

Com 58.034 torcedores pagantes e 62.440 presentes - maior público do futebol brasileiro em 2019 -, houve de tudo um pouco: ola, "olé", mosaico, homenagens aos garotos do Ninho e xingamentos a Eurico Miranda, que morreu na terça-feira.

Em jogos da Libertadores, a atmosfera é diferente no Maracanã. Antes mesmo do início, o mosaico no setor Norte indicava o sentimento dos torcedores com a frase "Mengo é paixão", enquanto a música "Manto Sagrado" ecoava em todo o estádio.

Mosaico "Flamengo é Paixão" - Foto: Celso Pupo / Fim de Jogo
Teve um pouco de tudo: “ola”, “olé” e mosaico. Os rubro-negros têm a Libertadores como obsessão e fazem questão de demonstrar. A atmosfera no Maracanã é diferente em jogos da competição. “Mengo é Paixão” foi a frase escolhida para ilustrar a entrada do time em campo. Mosaico exibido no Setor Norte, mas o show foi do estádio todo, com a música “Manto Sagrado”.

O gol de Everton Ribeiro no início do jogo inflamou a arquibancada, que já pulsava. Hits antigos se misturavam com músicas novas. Quando o time mais precisou, a torcida estava lá. Antes da cobrança de pênalti de Intriago, vaias ensurdecedoras. Diego Alves defendeu e ouviu em coro: “Pqp, é o melhor goleiro do Brasil”.

Cuéllar ovacionado, homenagens e Eurico

Em campo, um time em sintonia com a torcida. Nas arquibancadas, homenagem aos garotos do Ninho, que faleceram no incêndio no CT em 8 de fevereiro, com a música “10 Estrelas a Brilhar”. Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco, não teve o mesmo carinho. O dirigente, que faleceu nesta terça, foi xingado em certo momento do jogo, aos gritos de "Vai tomar no c..., Eurico".

Do lado de fora, houve relatos de problemas com os cartões de sócio-torcedor. Nada que estragasse a festa. Cuéllar foi aplaudido de pé por todo o estádio ao ser substituído. Minutos antes do apito final, os rubro-negros se gabaram, entoando "Que torcida é essa?". Merecidamente.

Antes mesmo do início, o mosaico no setor Norte indicava o sentimento dos torcedores com a frase "Mengo é paixão".

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget