Abel e Diniz buscam ferramentas para surpreender no 3º Fla-Flu

LANCE: Na quarta-feira, os times de Abel Braga e Fernando Diniz se enfrentarão pela terceira vez em 41 dias e, desta vez, o clássico vale vaga na decisão da Taça Rio. Flamengo e Fluminense já são, historicamente, "adversários íntimos" e, para o próximo clássico no Maracanã, os treinadores podem procurar alternativas a fim de surpreender o rival. Por ter feito a melhor campanha do Grupo B, o Tricolor das Laranjeiras entrará na semifinal com a vantagem do empate.

Depois de um jogo com os titulares e outro praticamente só de reservas, Diniz deve ter novamente à disposição seus principais jogadores. Nas duas partidas, o Flu contou com uma característica para tentar derrubar o adversário: a luta até o final. Se no primeiro jogo isso resultou no gol de Luciano nos acréscimos, no último encontro foram dois gols na parte final do confronto para colocar mais emoção no duelo.

Foto: Divulgação
O "fato diferente", portanto, pode ter ligação com alguns jogadores chamando a responsabilidade e, com isso, fazendo valer a raça ao invés do talento rubro-negro. A utilização de Everaldo e Luciano, que vivem boa fase, pode novamente ser importante, mas o principal nome é Paulo Henrique Ganso, que ficou sumido no domingo, mas pode fazer a diferença.

A equipe a ser mandada a campo por Abel Braga ainda é uma incógnita. A presença dos titulares passará pela avaliação médica dos atletas, que disputaram o clássico no último domingo e, na próxima semana, fazem o terceiro jogo da fase de grupos da Libertadores. Valendo a liderança do Grupo D, o Flamengo recebe o Peñarol, do Uruguai, no Maracanã no dia 3 de abril.

Assim, o Flamengo pode atuar com uma equipe alternativa. Se não deve contar com os estrangeiros convocados - apenas Arrascaeta, que retorna da China nesta terça, terá a participação avaliada -, Abel pode ter os "reforços" de Vitinho e Rhodolfo. O atacante e o zagueiro já trabalham sem limitações com o grupo.

NA TAÇA GUANABARA, SITUAÇÃO ERA INVERSA

O primeiro Fla-Flu da temporada também foi válido por uma semifinal de turno do Estadual. Contudo, na Taça Guanabara, foi o Rubro-Negro que chegou ao confronto com a vantagem do empate por ter feito pelo campanha na fase de grupos. O Tricolor, por sua vez, venceu por 1 a 0 - gol de Luciano nos acréscimos da etapa final -, e avançou. Na decisão, perdeu o título para o Vasco.

Naquela ocasião, Abel e Diniz colocaram o que tinham de melhor em campo. O técnico tricolor, contudo, ainda não tinha Paulo Henrique Ganso - principal reforço do Flu para 2019 que havia acabado de ser contratado - à disposição.

Abel, por sua vez, acabou sendo questionado pela postura do time. O Flamengo acabou envolvido no jogo tricolor de posse de bola, trocou 156 passes a menos e finalizou só três vezes na meta adversária, contra cinco da equipe de Diniz.

Para o próximo clássico no Maracanã, os treinadores de Flamengo e Fluminense podem procurar alternativas a fim de surpreender o rival.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaTeMorrer1895} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget