Advogados do Fluminense já sabem como evitar punição a Ganso

COSME RIMOLI: Técnicos e companheiros revelam.

Se existe um jogador frio no Brasil, ele tem nome.

Paulo Henrique Ganso.

Foi provocado, xingado desde quem começou sua carreira profissional, há onze anos.

Mas ontem ele se deixou contaminar pelo clima tenso do Fla-Flu.

O clima era hostil de parte a parte.

O árbitro Marcelo de Lima Henrique contribuiu para a tensão, com suas decisões com o apoio do VAR. Anulou gol legal e marcou pênalti inexistente para o Fluminense.

Mas a penalidade corretamente marcada de Léo Santos em Luca Silva, aos 48 minutos do segundo tempo, acabou com os nervos de todos. Até de Ganso.

Foto: Divulgação
Quando Everton Ribeiro marcou e os jogadores flamenguistas foram comemorar, o meia estava na linha lateral direita do campo. Perto do quarto árbitro Daniel Macedo.

Muito nervoso ele começou a reclamar, cobrar aos gritos a 'cera' que os flamenguistas estariam fazendo na comemoração. As reclamações logo viraram um inaceitável empurrão. Daniel avisou Marcelo de Lima Henrique. O árbitro já correu com o cartão vermelho em punho.

Ao perceber que estava expulso, Ganso ficou revoltado.

Xingou Daniel de babaca, deu uma peitada ao sair de perto. O técnico Fernando Diniz ficou revoltado. Ao perceber a confusão, Ganso ainda tentou acertar um tapa em Daniel.

O empurrão e a peitada já poderiam ser considerados agressão.

O artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva que cita "praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente" é o que mais complica o atleta. Em agressões aos árbitros, a menor pena possível é a suspensão de 180 dias.

Só que o departamento jurídico do Fluminense sabe que caminho tomar.

Vai tentar descaracterizar o que ocorreu ontem.

E transformar a agressão em ato hostil.

O artigo 250 prevê pena entre uma a três partidas.

O que ocorreu com Dudu, do Palmeiras, e o árbitro Guilherme Ceretta de Lima é excelente precedente.

O atacante também empurrou o juiz.

Ele pegou 180 dias de suspensão.

Mas a pena foi reduzida a apenas seis partidas.

Mas a esperança do Fluminense é que seu meia tenha apenas uma partida de suspensão.

O jogador já está avisado.

A diretoria pediu que tenha calmo.

Se houver acusação de agressão ela será transformada em ato hostil.

Não importa o vídeo que está nas redes sociais.

E mostra o claro empurrão e a peitada no quarto árbitro.

Simples assim...

Mas a esperança do Fluminense é que seu meia tenha apenas uma partida de suspensão. O jogador já está avisado.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget