Após chateação, Léo Duarte valoriza oportunidades no Flamengo

LANCE: À véspera do clássico entre Vasco e Flamengo, o zagueiro Léo Duarte concedeu entrevista coletiva. O jovem afirmou que o técnico Abel Braga ainda não confirmou o time que vai a campo neste sábado, no Maracanã, mas, assim como Cuéllar, ressaltou a qualidade do elenco rubro-negro.

- (Treino de) Ontem foi mais regenerativo. Abel me chamou para conversar sobre o jogo que fizemos pela Libertadores (contra o San José, da Bolívia), mas ainda não sabemos (time para o clássico). Ele disse que ia decidir tudo hoje. Mas independentemente de jogar o time de terça ou o que treinou ontem, grupo é de qualidade e forte, vai fazer um grande jogo - disse.

Léo Duarte e Gabigol no Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
Leo Duarte, que terminou a última temporada como titular, ao lado de Réver, mas iniciou essa como opção, salientou a felicidade de voltar a ter oportunidade - está atuando na vaga de Rhodolfo, machucado -, e não escondeu a chateação por ter ficado no banco de reservas após bom ano.

- Fico muito feliz de estar voltando a atuar. A gente fica chateado, não cria confusão e nem nada, mas fica chateado porque todo jogador quer atuar. Fico feliz de ter voltado e atuando bem. Rhodolfo estava bem e, infelizmente, sentiu um incômodo. consegui entrar e manter o nível. Todos têm de trabalhar, mesmo sem jogar, porque a oportunidade vai aparecer - apontou.

Veja outros pontos da coletiva:

Vasco

Vasco tem se mostrado muito consistente, muito regular. Vai ser um grande clássico. Acho que estamos preparados e, com humildade, podemos tirar essa invencibilidade deles. É isso que esperamos, com a ajuda da nossa torcida.

É um jogo diferente. Flamengo e Vasco é um jogo muito grande. É o nosso maior rival. Temos de entrar ligados e concentrados para fazer o melhor e vencer. Eles, depois da gente, têm a segunda maior torcida. Será um grande clássico.

Jogo com San José (BOL)

Jogo foi muito difícil. Acho que a lição que temos de ter é aprende a jogar o jogo. Soubemos jogar o jogo. Foi muito disputado. Particularmente, sofri muito, principalmente no começo. Até ontem (quinta-feira) meu nariz estava sangrando. Temos de saber jogar o jogo, teremos outro na altitude. Libertadores é muito difícil.

Poupar jogadores

Temos todo o equipamento para ver como jogadores estão. todos querem estar sempre atuando, mas isso é decisão deles (comissão técnica). A equipe do Vasco é boa, consistente, tem um ataque bom e jogadores com capacidades individuais de resolver, mas temos jogadores de qualidade.

Chance a reservas

Todo mundo cresce. Se for o time que treinou ontem (quinta-feira)... É bom todos estarem preparados não só para o jogo com a LDU (do Equador, na quarta, pela Libertadores), mas para o ano, que é muito longo. Quanto mais ritmo de jogo todos tiverem, melhor porque vai manter o nível.

Thuler e Hugo Moura

Thuler jogou ano passado. É um jogador firme, rápido. Gostamos muito do Thuler. Hugo é volante de origem, mas é primeiro volante. Então, recuar não muda tanto. É um jogador de qualidade e que vem treinando bem. Estávamos até comentando e dizendo que ele se adaptou muito bem.

Arrascaeta e Everton Ribeiro

Ganha qualidade. A qualidade que os dois têm com a bola no pé é diferente. Eles são diferenciados e se entendem muito bem.

O jovem afirmou que o técnico Abel Braga ainda não confirmou o time que vai a campo neste sábado, no Maracanã.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget