Diego Alves gera "alívio" em grupo que bancou a sua permanência no Flamengo

UOL: Diego Alves foi o nome do Flamengo na vitória por 1 a 0 sobre o San José-BOL. O triunfo na estreia da Copa Libertadores contou com nove importantes defesas do goleiro na altitude de quase 4 mil metros. O camisa 1 impediu que, mesmo diante de um bombardeio do time da casa - 23 chutes a gol, segundo o Footstats -, a meta rubro-negra terminasse vazada. Foi a melhor atuação dele com a camisa do clube carioca. E isso teve um sabor especial para quem o bancou na Gávea.

O desempenho foi tão positivo, que os responsáveis pela permanência do jogador praticamente exorcizaram fantasmas na altitude de Oruro. Desde que foi contratado pelo Flamengo, Diego Alves é cobrado para fazer a diferença. Ele fez e, desta forma, referendou a aposta de integrantes da diretoria.

Diego Alves, Ronaldo e Léo Duarte comemorando vitória do Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
O vice-presidente de futebol Marcos Braz chamou a responsabilidade no processo depois que o goleiro entrou em rota de colisão com a diretoria anterior. Remanescentes da administração Eduardo Bandeira de Mello, inclusive, defendiam um empréstimo ou afastamento do elenco até que ele fosse negociado.

Não deu certo. A atual diretoria bancou o jogador. Marcos Braz, o comitê de futebol e o técnico Abel Braga foram determinantes no processo. O comandante, inclusive, conversou com o atleta algumas vezes antes mesmo da reapresentação dos profissionais após as férias. A atuação de terça-feira gerou um alívio naqueles que tanto apostaram no seu "fico".
Durante os contatos, o Flamengo deixou claro que o goleiro teria o respaldo para recomeçar e seria novamente o titular. Até uma estratégia de comunicação foi montada para que as partes se pronunciassem uma vez e não falassem mais sobre as discussões com o ex-técnico Dorival Júnior no ano passado. A página foi virada. Uma atuação emblemática, no entanto, se fazia necessária para confirmar o acerto na decisão.

Ela aconteceu em um terreno no qual os goleiros costumam sofrer. A altitude altera a velocidade da bola, peso e só aumenta a dificuldade para quem joga na posição. Diego Alves vibrou e quem o bancou mais ainda. A confiança no camisa 1 está sacramentada. É nele, inclusive, que o Flamengo deposita boa parte da esperança em obter sucesso na temporada.

"A bola fica rápida, falta o ar. A vitória nos deixou felizes. Fizemos um trabalho espetacular na parte defensiva e seguiremos em frente desta forma. Triunfamos no jogo mais difícil do ano até aqui", comentou o destaque da estreia rubro-negra.

Foi a melhor atuação dele com a camisa do Flamengo. E isso teve um sabor especial para quem o bancou na Gávea.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget