Fla-Flu coloca em disputa os estilos diferentes de Abel e Diniz

LANCE: Mais que a rivalidade por trás de um confronto entre Flamengo e Fluminense, o clássico da tarde deste domingo colocará frente a frente duas equipes que se reinventaram na mudança de temporada e adotaram estilos distintos. Enquanto o rubro-negro, sob o comando de Abel Braga, vem se mostrando um time mais "vertical", o Flu de Fernando Diniz valoriza a posse de bola e as trocas de passes.

O Flamengo ganhou uma nova cara em 2019. Na última temporada, com Carpegiani, Barbieri e Dorival, era uma equipe que retinha a bola, mas demonstrava dificuldade no "último terço do campo", para usar expressão adotada pelos próprios treinadores. Ou seja, não conseguia penetrar a zaga adversária com facilidade, o que mudou neste ano.

Foto: Divulgação
Explorando os pontas, Abel já afirmou, em mais de uma oportunidade, querer um time mais agudo, usando os dois pontas e uma referência no ataque. A velocidade de Bruno Henrique, os passes de Everton Ribeiro e a movimentação de Gabigol têm sido pontos positivos na estratégia utilizada pelo comandante.

- Fiquei com um time muito agudo e para mim isso não tem preço. São apenas 26 dias de trabalho com eles e se estou fazendo isso, é pelo conhecimento que já tenho e sei do que eles podem me dar como resposta. Estou feliz pela vitória. Perdemos alguns gols, mas a produção foi muito aguda. Gostei bastante - disse, após a vitória por 3 a 1 sobre o Boavista, na Taça Guanabara.

O Fluminense foi outro clube que mudou bastante de estilo - inclusive, passando pelas mãos do próprio Abel Braga. O Tricolor passou por duas fases em 2018: com o atual treinador do Flamengo, onde ficou marcado pelas triangulações e contra-ataques rápidos, e com Marcelo Oliveira onde a ligação direta e as bolas levantadas na área eram exploradas.

Com Fernando Diniz, é possível fazer um oposto a Abel Braga pelo Flamengo. O Fluminense virou uma equipe que passou a valorizar a posse de bola e tomar a iniciativa nas partidas. Não à toa, os números mostram esse bom retrospecto: é a equipe da Série A com maior número de acertos de passe (95%) e dono do segundo melhor ataque do futebol carioca - atrás apenas do próprio rival.

- Acredito que foi uma de nossas melhores partidas no ano, nosso time estava encaixado, conseguimos ter posse de bola, alguns contra-ataques. Eles tiveram chances, mas é pegar aquela motivação daquele clássico e dobrar, triplicar para vencer. O gol do Luciano foi o mais importante no Carioca. Vai ser um duelo dos melhores ataques da competição. Espero que todos estejam inspirados para fazer mais gols - declarou Everaldo, um dos destaques da temporada.

Fernando Diniz mostrou que confia no seu estilo de jogo e não mudou a forma da equipe jogar, mesmo com a chegada de Paulo Henrique Ganso, a principal contratação desta temporada. O novo camisa 10 se adaptou ao esquema, marcou dois gols e se tornou em uma das esperanças para o clássico deste domingo.

Com Fernando Diniz, é possível fazer um oposto a Abel Braga pelo Flamengo.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaTeMorrer1895} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget