Flamengo inicia sequência de jogos em casa na Libertadores

EXTRA GLOBO: Com os mais de 50 mil ingressos esgotados, o Flamengo inicia hoje a sua campanha pela Libertadores no Maracanã. Serão três partidas no estádio em sequência pela fase de grupos, a começar pela LDU, do Equador, a partir das 21h30. O primeiro desafio em casa é também um teste de popularidade para o técnico Abel Braga, que bancou a manutenção da equipe com Arrascaeta no banco de reservas, após apresentação ruim do uruguaio na estreia na altitude de Oruro, diante do San José.

Ao menos um bom sinal para o treinador é o retrospecto no estádio nas últimas duas participações na competição. Foram quatro vitórias, um empate e uma derrota em seis jogos, entre 2017 e 2018. Houve, porém, queda de desempenho no Maracanã. De três jogos vencidos em 2017, o Flamengo ganhou apenas um no ano passado, sobre o Emelec, com dois gols de Everton Ribeiro, que volta ao time titular pela direita.

Foto: Gilvan de Souza
Desde que a diretoria rubro-negra resolveu avançar para contratar Arrascaeta, e esticou a corda ao Cruzeiro, aceitando pagar até cerca de R$ 90 milhões, colocou Abel em uma situação incômoda. O plano do treinador era montar uma equipe com duas peças de velocidade pelos lados do campo: Bruno Henrique na esquerda e Berrío ou Everton Ribeiro na direita.

Sem pressão da diretoria
No esquema, o técnico usaria Everton até mais por dentro, próximo a Diego, mas a formação mais equilibrada teria um meia ou outro, e Cuéllar e Arão na contenção. Com a chegada de Arrascaeta, que não foi exatamente um pedido de Abel como Bruno Henrique, novas soluções foram tentadas. A utilização do jogador pela ponta direita se mostrou claramente inadequada. E Arrascaeta entrou na fila que já tinha Vitinho, outra compra milionária, atrás de Bruno Henrique.

A diretoria não pressiona o treinador a escalar nenhum reforço, mas cobra desempenho coletivo e resultado — assim como a torcida que vai lotar o Maracanã hoje. Uma boa apresentação na principal competição da temporada, com o time do técnico, não da arquibancada ou das redes sociais, dará força a Abel Braga. No entanto, se não houver o encaixe esperado, a pressão a favor naturalmente vai transformar o Maracanã em caldeirão, como aconteceu nas últimas Libertadores.

Após a LDU, o Flamengo encara Peñarol e San José no Maracanã. Em seguida, terá um jogo na altitude do Equador, contra os adversários de hoje, e finaliza a fase de grupos no Uruguai, diante do Peñarol.

Ao menos um bom sinal para o treinador é o retrospecto no estádio nas últimas duas participações na competição.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget