Marcelo Moreno relembra passagem no Flamengo

UOL: Desde 2015 no futebol chinês, o filho de pai brasileiro e mãe boliviana Marcelo Moreno deixou seu nome marcado no país verde e amarelo, especialmente no Cruzeiro, onde foi o artilheiro da Libertadores em 2008, em sua primeira passagem, e conquistou o Campeonato Brasileiro de 2014, quando voltou ao time celeste emprestado pelo Grêmio. Mas um atrito com o técnico Vanderlei Luxemburgo acabou interrompendo a sua passagem pelo time gaúcho.

Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, Marcelo Moreno diz ainda não entender o que aconteceu entre ele e o treinador, com quem fez boa temporada em 2012 - sendo artilheiro do time com 21 gols em 55 jogos.

"Eu sempre me perguntei qual o problema que o Luxemburgo teve comigo no Grêmio. Era o artilheiro do time na temporada anterior, consegui fazer o gol da classificação para a Libertadores do ano seguinte e, quando vira a temporada, ele simplesmente me afasta e isso me prejudica bastante porque eu fico dois meses sem treinar com o grupo", lembra Moreno.

Foto: Divulgação
"E eu chego empolgado para fazer o meu trabalho, e não é o mesmo do que quando você está treinando todos os dias, jogando... Por um lado me prejudicou, sim. Era mais fácil ele falar comigo, ter uma conversa de homem para homem e falar que eu não faria parte do ano seguinte. Aí eu me preparava melhor para poder ir para qualquer lugar e trabalhar de forma correta, como se deve, e não ter passado por tanta coisa desagradável que eu passei. Seria melhor uma conversa cara a cara e não ter que sofrer o que eu sofri", acrescenta.

"Não estava 100% no Flamengo"

Sem clima com Luxemburgo, Marcelo Moreno acabou emprestado ao Flamengo no mês de maio. O começo foi promissor, com quatro gols nos sete primeiros jogos, mas a passagem pelo clube carioca terminou sem grande destaque. Ainda assim, disputou algumas partidas na campanha da Copa do Brasil que terminou com título rubro-negro - em final contra o Athletico.

"Quando eu cheguei ao Flamengo, queria dar o melhor de mim dentro e fora de campo, ser um jogador que pudesse ajudar. Fui com a mentalidade positiva de ganhar títulos, e consegui ganhar um com os meus companheiros, uma Copa do Brasil, e é isso que se deixa na história. Mesmo você jogando todos os jogos ou menos. O grupo sempre vai estar na história", conta.

"Mas eu não estava 100%, eu vinha de um problema físico porque fui afastado no Grêmio com o Luxemburgo. Tenho certeza que se tivesse bem fisicamente poderia ter jogado muitos jogos e ajudado muito mais o Flamengo. Esse ponto foi fundamental. Depois que o Mano Menezes saiu do Flamengo, as coisas começaram a mudar bastante para mim. Não tive oportunidade, sequência, então as coisas acontecem dessa forma e você acaba não mostrando o teu futebol. Isso atrapalhou bastante na minha passagem pelo Flamengo, onde queria deixar o melhor de mim porque era um time que merecia", afirma o atacante, hoje com 31 anos.

Sem clima com Luxemburgo, Marcelo Moreno acabou emprestado ao Flamengo no mês de maio

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget