Para Rogério Lourenço, Flamengo ainda não jogou melhor que 2018

GLOBO ESPORTE: Formado nas divisões de base do Flamengo na famosa geração de 1990, Rogério Lourenço treinou o Rubro-Negro na Libertadores de 2010, após a demissão de Andrade, e foi campeão com o Cruzeiro ainda quando jogador. Com anos de experiência em divisões de base e passagens pelo futebol árabe, o treinador - atualmente sem clube - analisou o início da equipe carioca na principal competição sul-americana.

- Eu particularmente ainda não vi o Flamengo melhor do que na temporada passada. Mesmo com as peças novas, a equipe ainda não teve um crescimento pra se dizer: o Flamengo vai chegar. Eu acho também que tá no início, que a tendência é a equipe evoluir, mas ainda precisa melhorar. Ainda não está no nível, na minha opinião, de Cruzeiro, Palmeiras e Grêmio.

Foto: Divulgação
Lourenço foi treinador das divisões de base do Flamengo e assumiu a equipe profissional durante a Libertadores de 2010. Na ocasião, comandou o time que eliminou o Corinthians nas oitavas e que caiu contra a Universidad do Chile nas quartas. Rogério foi demitido após péssimo desempenho no Campeonato Brasileiro daquele ano.

- O maior problema na minha permanência no Flamengo, no período em que tinham poucos treinadores jovens no mercado, foi ter faltado, por parte da diretoria, falar: "Rogério é o nosso treinador, Rogério é o treinador da equipe". Ficou muita coisa de interino, vai continuar ou não vai e acaba que isso não te dá confiança, não te dá força para o dia a dia.

- Mas o Flamengo, na ocasião, também estava muito desorganizado, muita gente se metendo, foi um período muito conturbado. Eu tive muitos problemas também com a equipe porque após a Libertadores a equipe se desfez completamente. Eu tinha cinco atacantes, tinha Vágner Love, Denis Marques, Adriano, Gil e Bruno Mezenga e depois da Libertadores os cinco saíram. Eu fiquei jogos do Campeonato Brasileiro sem atacante, jogando com jogadores improvisados.

Além de ter atuado por seis anos com a camisa rubro-negra, Rogério também defendeu o Cruzeiro, por onde foi campeão da Libertadores de 1997, e comentou o trabalho feito pelo time mineiro.

- O trabalho do Cruzeiro já tem uma estrutura, uma base grande. É um trabalho de três anos com o Mano Menezes. O Cruzeiro é uma equipe muito organizada, uma equipe de pessoas muito sérias que trabalham no clube e não é de agora, o Cruzeiro já vem há anos como uma das principais equipes do cenário nacional.

- Quando eu cheguei no Cruzeiro na década de 90 já era completamente diferente do que nós estávamos acostumado no Rio de Janeiro, por exemplo. Já tinha centro de treinamento, estrutura, salário em dia e toda a tranquilidade para trabalhar, aí não tem jeito, os resultados acontecem. Não adianta querer começar pela outra ponta, com os resultados primeiro, não vai, não tem como.

Mas foi como treinador da Seleção Brasileira sub-20 que Rogério obteve mais destaque. Comandante da equipe que conquistou o Sul-Americano em 2009, o treinador criticou a forma como são conduzidas as categorias de base atualmente.

- Eu acho que um dos maiores problemas na formação hoje é o uso exacerbado da tática. Porque existe uma preocupação muito grande em somente vencer. Não é um problema só de ordem técnica, da comissão técnica porque existe uma cobrança por resultados, eu acho que essa cobrança não é só dos dirigentes, é de todos, da imprensa, dos torcedores.

- Você vê uma Copa São Paulo, por exemplo, a cobrança é imensa para vencer. E estamos falando de garotos de 18 anos de idade, que estão no processo de formação.

Atualmente sem clube, Rogério fala sobre sondagens da Arábia, mas não esconde desejo de permanecer no Brasil. “Eu tô no mercado como muitos treinadores. Eu tenho algumas sondagens do mundo árabe por ter trabalhado muitos anos lá, mas a minha ideia era retornar aqui ao mercado brasileiro.”

Confira outros trechos da entrevista:

Categoria de base: formar jogadores ou vencer?

- Eu trabalhei na base por muito tempo. Fui jogador de base de uma grande equipe e trabalhei na base durante bastante tempo, o meu pensamento de categoria de base é a formação. Até porque a consequência da formação seriam as conquistas, não pode ser o inverso. A gente cansa de ver equipes conquistando e quem chegou na equipe principal?

- Uma coisa é você tentar trabalhar uma equipe para ter resultado um mês e outra coisa é você trabalhar uma equipe para ter resultado em um, dois, três anos. Resultado que eu falo é o resultado de crescimento individual, de aperfeiçoamento. Agora, pra isso é preciso um comportamento em relação ao comando, que venha desde o presidente do clube, passando pelas diretorias de que o objetivo é a formação.

- A pressão pelos resultados vai acontecer normalmente. Jogar um Flamengo e Vasco aos dez anos de idade vai ter pressão, seja das crianças, dos pais que vão estar do lado de fora, quem vai estar assistindo...

- Agora, tem que ter todo o apoio que o que está sendo analisado é o processo de formação e não os resultados e esse é o grande problema. As categorias de base ainda são gerenciadas, não apenas a base, mas existe muito amadorismo ainda no comando do nosso futebol. As pessoas tomam as decisões pela emoção. O cara perde um clássico no sub-15, perde dois jogos, não ganha um campeonato aí muda, muda a metodologia de treinamento.

Evolução do futebol árabe

- O maior problema do futebol árabe bate na questão cultural. Que entra a questão da religião, da alimentação. Eles não conseguem ser um atleta de ponta. Tecnicamente eles sabem jogar, eles não são jogadores ruins, jogam bem, mas possuem essa questão da religião.

- Não é pela religião em si, são pelos hábitos de dormir tarde, de se alimentar mal, eles não conseguem ter um nível de treinamento, um grau de performance como um jogador que joga em outro país, seja aqui na América do Sul ou na Europa.

Ele analisou o início da equipe carioca na principal competição sul-americana.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget