Auxiliar de Abel Braga é eleito o pior de LDU x Flamengo

LANCE: O Flamengo até saiu na frente, mas levou a virada da LDU no segundo tempo e deixou o Equador com a derrota por 2 a 1 na bagagem. A equipe poderia ter conquistado a classificação antecipada às oitavas de final se conquistasse ao menos um ponto em Quito.

Veja as notas do Rubro-Negro por Fernanda Teixeira (fernandaisabel@lancenet.com.br)

6,5 - Diego Alves - Entendeu bem a velocidade da bola nas saídas pelo alto. Fez grande defesa no primeiro tempo em bomba de Quintero. Não teve culpa nos gols da LDU.

5,0 - Léo Duarte - Falhou na marcação e não conseguiu acompanhar Anangonó no lance do gol de empate da LDU.

Foto: Reprodução
5,5 - Rodrigo Caio - Entrou ligado no jogo e fez cortes providenciais que salvaram o Fla em diversos momentos, mas chegou atrasado na marcação de Chicaiza no segundo gol da LDU

5,5 - Renê - Muito tímido na partida. Errou alguns cruzamentos e falhou no domínio de bola na rapidez da altitude.

6,5 - Cuéllar - Incansável na marcação, mostrou a raça habitual e não parece ter sentido os efeitos dos 2.800 metros de altitude de Quito.

5,0 - Willian Arão - Falhou no apoio no primeiro gol da LDU, errou passes e cruzamentos, e deixou Cuéllar sobrecarregado na função de defender.

5,5 - Everton Ribeiro - Mandou uma bola na trave no primeiro tempo, mas depois errou passes e lançamentos em profundidade. Falhou no domínio de bola em vários momentos.

5,0 - Gabigol - Foi pouco acionado na frente e teve dificuldades na cobertura defensiva. Na segunda etapa, continuou discreto e foi substituído.

5,0 - Arrascaeta - Errou praticamente tudo o que tentou no primeiro tempo. Foi sacado no intervalo para dar lugar a Diego.

7,0 - Bruno Henrique - Mostrou estrela e oportunismo para abrir o placar de cabeça para o Fla. No segundo tempo, a bola chegou pouco, mas continuou o mais perigoso da equipe.

5,5 - Diego - Entrou para melhorar a qualidade do passe, mas cometeu muitos erros e não correspondeu às expectativas.

6,0 - Vitinho - Entrou no lugar de Gabigol e tentou uma finalização defendida por Gabbarini, mas foi só.

4,5 - Leomir - No lugar do suspenso Abel Braga, viu seu time sair na frente, mas permitiu a pressão da LDU, que, de tanto insistir, conseguiu a virada. As substituições não funcionaram e o time deixou o Equador com um resultado negativo.

6,5 - César - Entrou aos 37 da segunda etapa e fez defesas difíceis, mas mostrou espírito de equipe ao ir ao ataque tentar a finalização nos acréscimos.

SOBE E DESCE - LDU

Sobe - Anangonó

Com força física e habilidade, o atacante Anangonó foi a principal arma da LDU no ataque. Desfalque no jogo de ida no Rio por problemas pessoais, mostrou por que fez falta ao time equatoriano. Além do gol de empate no primeiro tempo, deu trabalho à zaga rubro-negra durante os 90 minutos.

Desce - Pontaria

A LDU teve mais posse de bola e conseguiu pressionar o Flamengo nos dois tempos de jogo. Conseguiu o empate e a virada na base da vontade, mas poderia ter saído com um placar mais elástico não fosse a falta de pontaria dos jogadores na cara do gol.

As substituições não funcionaram e o time deixou o Equador com um resultado negativo.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget