Avisem que hoje a festa é na favela

ESPN FC: Por João Luis Jr

Todo mundo aqui sabe que o Flamengo não fez mais do que a sua obrigação. Eu sei que o Campeonato Carioca é um torneio sucateado, você sabe que a FERJ é pra lá de questionável, até sua mãe sabe que financeiramente no Rio de Janeiro o Flamengo é o primo concursado bem de vida enquanto os nossos principais rivais ainda estão mais no padrão “universitário que vive de miojo e nos dias bons consegue adicionar meia salsicha”.

Nós todos também sabemos que o nível técnico dos rivais era tão baixo que uma seleção formada por eles talvez fosse pior que o nosso time reserva, que o carioca não serve mais como referencial de nada, que o estadual não pode nem mais ser chamado de “pré-temporada de luxo” porque na pré-temporada nós enfrentamos um semifinalista de Champions League e por aqui nós enfrentamos a Portuguesa da Ilha.

Fumaça da torcida do Flamengo - Foto: Celso Pupo / Fim de Jogo
Mas por mais que eu e você saibamos que os desafios à frente vão ser bem maiores, que esse time ainda tem muito o que melhorar para conquistar tudo que queremos, que é complicado levar a sério um título que consegue ser conquistado com o Pará como titular, isso não muda um fato simples e bonito. O fato de que o Flamengo foi campeão.

Foi campeão vencendo todos os rivais, seja durante o campeonato, seja em partidas eliminatórias. Foi campeão no mata-mata, mas também teria sido campeão nos pontos corridos, já que foi a equipe que mais pontuou durante o torneio. Foi campeão contra um adversário tradicional vencendo com grande superioridade as duas partidas das finais, talvez por ter acreditado que o regulamento do Carioca é tão confuso que quando dizia que o Flamengo seria campeão com “dois resultados iguais” queria dizer que precisávamos vencer os dois jogos pelo mesmo placar.

Foi campeão com tanta propriedade, mas tanta propriedade, que conseguiu até mesmo separar a segunda partida da final para realizar uma homenagem temática. Afinal, que maneira melhor de lembrar uma data que é toda sobre um homem que foi crucificado por uma multidão e considerado morto mas mesmo assim voltou para nos dar alegria do que com gols de William Arão e Vitinho?

Ou seja, o Flamengo foi campeão. E ainda que o torneio não seja tão importante, ainda que na quarta-feira tenhamos mais uma partida decisiva pela frente, ainda que vencer o estadual para o rubro-negro seja mais uma rotina do que uma conquista - afinal, já são 35 taças dessas na nossa sala de troféus - o que importa na noite de hoje é isso.

Pode separar seu manto pra usar amanhã no trabalho, pode gritar "mengão" bem alto na janela pra toda vizinhança, pode mandar no grupo do Whatsapp da família o vídeo do Gabigol rindo enquanto dois jogadores do Vasco se trombam sozinhos. O Flamengo, mais uma vez, foi campeão. E se tudo der certo, esse foi o menor dos títulos que ainda vamos conquistar esse ano.

O Flamengo, mais uma vez, foi campeão. E se tudo der certo, esse foi o menor dos títulos que ainda vamos conquistar esse ano.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget