Bruno Henrique monopoliza as estatísticas positivas do Flamengo

GLOBO ESPORTE: O menos badalado, o mais eficiente. Bruno Henrique é o exemplo perfeito de custo-benefício no Flamengo. Foi o mais barato entre os reforços para 2019, o único sem passagem por seleção e é, de longe, o mais decisivo. Não só no time de Abel, mas destaque também no Brasil.

No Rubro-Negro, o camisa 27 monopoliza as estatísticas positivas. É quem mais fez gols (11), quem mais deu assistências (8), artilheiro do Carioca e também da temporada. Em resumo, um tiro certeiro. Bruno Henrique teve participação direta em 40% dos 47 gols da equipe em 2019.

Feitos de Bruno Henrique em 2019
17 jogos
11 gols
8 assistências
Participação em 40% dos gols do time
Artilheiro do time
Artilheiro do Carioca
Líder em assistências no Brasil

Bruno Henrique comemorando gol em Flamengo x Cruzeiro - Foto: Alexandre Vidal
A marca só é superada por dois jogadores entre os que disputam a Série A do Brasileirão: Fred, do Cruzeiro, decisivo em incríveis 21 gols (16 marcados e cinco com passes) e Patrick Fabiano, que balançou as redes nove vezes e deu quatro assistências no CSA. Ambos fizeram a diferença em 45% dos gols marcados por suas equipes no ano.

Ninguém, no entanto, foi tão eficiente para servir os companheiros do que o atacante do Flamengo - o santista Jean Mota, com sete, é quem mais se aproxima. Marca que chama a atenção para um Bruno Henrique reinventado por Abelão, escalado nos últimos jogos como homem de área.

A função tem agradado o jogador, que enumera as características que o habilitam a trocar de posição:

- Com a velocidade e com a impulsão que eu tenho, posso ajudar muito (como centroavante). O Abel me conhece e está me colocando ali. Isso é trabalho do dia a dia. Não é chegar e fazer no jogo. Fazemos no treino e temos total confiança. Está dando certo.

Investimentos do Flamengo em 2019
Arrascaeta - R$ 79,5 milhões por 75%
Rodrigo Caio - R$ 22 milhões por 45%
Bruno Henrique - R$ 23 milhões
Gabigol - Empréstimo gratuito

Com 11 gols em 17 partidas, Bruno Henrique tem média de 0,64. É disparada a melhor na carreira. Desde que se profissionalizou no Uberlândia, em 2012, seu ano mais goleador foi 2017.

Na ocasião, contratado pelo Santos ao Wolfsburg, da Alemanha, onde não foi às redes em duas temporadas, Bruno fez 18 gols em 53 jogos. Se mantiver a média atual, quebrará o próprio recorde pelo Flamengo em 30 exibições.

Tanto sucesso justifica o investimento de R$ 23 milhões para compra-lo do Santos. O montante é mais de três vezes inferior ao que foi pago por 75% do ainda inconstante Arrascaeta (R$ 79,5 mi) e proporcionalmente mais baixo que os R$ 22 mi por 45% dos direitos de Rodrigo Caio.

Parceiro desde os tempos de Santos, Gabigol não entra nesta conta por estar emprestado de graça pela Inter de Milão até o fim de 2019.

Com Bruno Henrique em alta como centroavante, o Flamengo mede forças nesta quarta-feira contra o Internacional, em Porto Alegre, pela segunda rodada do Brasileirão. Do outro lado, estará Paolo Guerrero, que desempenhou por três anos a função e se despediu com média de 0,38 gols por partida (43/112).

É quem mais fez gols (11), quem mais deu assistências (8), artilheiro do Carioca e também da temporada. Em resumo, um tiro certeiro.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget