Flamengo fez valer o seu investimento.

LANCE: O cenário era totalmente favorável ao Flamengo. A vantagem construída na partida de ida, o retrospecto nos confrontos recentes, a freguesia nas finais... o Maracanã com ocupação de 70% de rubro-negros serviu para dar as cores do espetáculo. O troféu foi levantado após nova vitória contra o Vasco, por 2 a 0, neste domingo, mas a sensação que fica é que o Campeonato Carioca foi decidido na semana anterior tamanha a diferença técnica.

Os números do Footstats até mostram um confronto equilibrado. O Vasco teve mais finalizações (18 a 11), enquanto o Flamengo teve mais posse de bola (54% a 47%). Mas, o contexto desta final destaca o tamanho da superioridade rubro-negra: mesmo sem estar nos seu melhor dia coletivamente, foi amplamente superior - durante todos os 180 minutos.

Jogadores do Flamengo comemorando título Carioca - Foto: Alexandre Vidal
O Flamengo não conseguiu repetir a pressão na saída de bola do Vasco como no primeiro jogo, mas soube aproveitar os espaços e explorar os corredores da defesa vascaína. Fernando Miguel evitou uma goleada do Flamengo, mas Diego Alves também apareceu bem para impedir que o Cruz-Maltino abrisse o placar. Entre o copo meio vazio ou meio cheio, a atuação rendeu título.

- Uma conquista não é feita de um jogo. Não foi uma das melhores partidas que o Flamengo fez no ano. O Flamengo fez uma partida inteligente. No jogo em si o Vasco foi superior - declarou o técnico Abel Braga.

O Rubro-Negro tinha a vantagem no placar, no cronometro e a experiência dos jogadores, e o Vasco sabia que seria difícil igualar dentro de campo. Irritar a partida foi uma estratégia utilizada pelo Fluminense na semifinal, mas a ação virou antídoto puxado por Gabigol, que irritou a defesa vascaína. Quem deveria provocar, estava pilhando. Assim, o Flamengo venceu na parte mental.

Na parte técnica, não houve comparação. Willian Arão e Vitinho marcaram, mas o placar poderia ter sido ainda maior. Destaque para a facilidade na leitura de jogo que Arrascaeta adiciona para a equipe. Com passes rápidos e improváveis, foi um dos responsáveis por desmontar a defesa cruz-maltina. Além da assistência, claro.

Superior do início ao fim do torneio, o Flamengo fez valer o seu investimento. No total, seis atletas da equipe apareceram na seleção do Campeonato Carioca: Rodrigo Caio, Renê, Cuéllar, Éverton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique - este que também foi o artilheiro da competição. O campeão não poderia ser outro.

O Vasco teve mais finalizações (18 a 11), enquanto o Flamengo teve mais posse de bola (54% a 47%).

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget