Flamengo revê fantasma de jogos decisivos da Liberta no Maracanã

UOL: Não é a primeira vez e tampouco será a última em que o Flamengo pisa o gramado de um Maracanã lotado com a obrigação da vitória na Copa Libertadores. Às 21h (de Brasília), de hoje, o Rubro-negro enfrenta o San José-BOL e precisa triunfar para se aproximar de uma vaga nas oitavas de final da competição sul-americana. A característica decisiva do confronto é positiva por mobilizar a torcida, porém, traz à tona a carga emocional de recentes fracassos, todos ainda vivos na memória dos flamenguistas.

A Libertadores é uma verdadeira obsessão nos bastidores da Gávea. O clube conquistou o seu único título em 1981 e desde então persegue o bicampeonato. Em sua terceira participação consecutiva na competição, o Flamengo se vê mais preparado na tentativa de triunfar, mas precisará superar a sina de tropeços e exorcizar os recentes fantasmas para isso.

Foto: Divulgação
No ano passado, a derrota para o Cruzeiro em casa na primeira partida das oitavas de final praticamente selou a eliminação. Apesar da vitória no jogo de volta, o Rubro-negro em nenhum momento esteve perto da vaga. Em 2017, foi eliminado ainda na primeira fase, sem somar nenhum ponto sequer fora de casa.

Em 2014, caiu na primeira fase com um vexame. A derrota para o Leon-MEX por 3 a 2, em pleno Maracanã, consumou mais uma decepção da torcida, que já tinha vivido quedas antecipadas em 2012 e 2002. Os anos de 2007 e 2008 foram de novos traumas, também no celebrado Maraca.

No primeiro, derrota para o Defensor-URU por 3 a 0 na partida de ida e vitória por 2 a 0 em casa. De nada adiantou e o time caiu nas oitavas de final. Mesma fase do talvez maior vexame do clube na Libertadores no ano seguinte. Perdeu por 3 a 0 para o América-MEX, no Maracanã, depois de ter vencido a primeira partida por 4 a 2.

É impossível negar a pressão nos bastidores, principalmente diante de uma expectativa alta da torcida, que trata como uma espécie de obrigação o fato de o Flamengo conquistar títulos na temporada em razão do investimento no elenco.

 "É o pensamento que não pode acontecer. Se todos pensam que será fácil... Jogo de Libertadores nunca é fácil. Não podemos nos deixar levar pela emoção e vontade da parte externa. Precisamos ser cautelosos nesse sentido, mas sabemos da nossa responsabilidade. O Flamengo tem que buscar o resultado, mas com respeito", afirmou o goleiro Diego Alves.

Ainda que tenha decepcionado a torcida na última rodada, quando perdeu para o Peñarol por 1 a 0, novamente em um Maracanã lotado, o Flamengo está em uma situação boa para obter a classificação. O clube depende apenas de si para isso. Com mais quatro pontos nas duas próximas partidas do Grupo D, os cariocas estarão nas oitavas de final.

Vencer o San Jose-BOL e empatar com a LDU-EQU, fora de casa, é o suficiente. Em caso de derrota para os equatorianos, o grupo embolaria e a definição da vaga ficaria para a última rodada, com um difícil confronto do Flamengo contra o Peñarol, fora de casa, enquanto a LDU terá pela frente os bolivianos do San José, em casa.

"A partida contra o San José é fundamental para conseguirmos a classificação na Libertadores. Infelizmente, não vencemos o último jogo diante do Peñarol depois de duas vitórias importantes. Será extremamente importante e a vitória é o pensamento de todos aqui no Flamengo", encerrou Diego Alves, um destaque do clube em 2019.

A Libertadores é uma verdadeira obsessão nos bastidores da Gávea.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget