Gabigol e BH fazem a torcida do Fla lembrar do Império do Amor

GLOBO ESPORTE: Qual foi a melhor dupla de ataque do Flamengo nos últimos anos? Pergunte a qualquer rubro-negro, e a maioria terá a resposta na ponta da língua: Adriano e Vágner Love. Em 2010, o "Artilheiro do Amor" foi contratado para se juntar ao "Imperador", então artilheiro e campeão brasileiro, em uma parceria de sucesso que ficou conhecida como "Império do Amor". Nove anos depois, enfim surgiram potenciais candidatos a sucessores que fazem a torcida deixar a saudade de lado.

Seja com gols ou assistências, Gabigol e Bruno Henrique têm participação direta em 50% das bolas na rede do Flamengo em 2019.

Foto: Divulgação
Heróis da vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, no último sábado no Maracanã, na estreia do Campeonato Brasileiro, Gabigol e Bruno Henrique vivem grande fase e são os goleadores do Flamengo em 2019, com 10 e 11 gols, respectivamente. Mas será que eles estão no mesmo patamar do "Império do Amor"? O GloboEsporte.com levantou os números e comparou o início no clube de cada uma das duplas, que têm muito mais coisa em comum do que imaginam.

Desde a estreia de Gabigol, o Flamengo até agora disputou 20 jogos com a dupla ou com apenas um dos dois em campo, e nesse período eles fizeram 21 gols. Pegando o mesmo recorte em 2010, Adriano e Vágner Love estufaram a rede 29 vezes nas 20 primeiras partidas, sendo sete de pênalti. Ambos com médias superiores a um gol por compromisso. E se considerar só os marcados com bola rolando, os números ficam praticamente idênticos: 22 a 21.

Assim como mostra o levantamento de assistências. Adriano e Vágner Love tinham aguçado o lado garçom e, somados, deram nove passes decisivos nos 20 primeiros jogos em 2010. Se Gabigol e Bruno Henrique ficaram atrás no número de gols, no quesito assistência eles estão uma à frente na comparação, tendo servido 10 vezes os companheiros. E com um detalhe: os atuais atacantes municiaram um ao outro seis vezes, o dobro do das dobradinhas do "Império do Amor".

Para quem gosta de coincidências, elas não param. Love foi o artilheiro do Carioca há nove anos, e Adriano, o vice; na última edição, Bruno Henrique terminou como goleador, seguido por Gabigol. O camisa 27 também foi chamado de "Rei dos Clássicos" após fazer gols em todos os rivais, repetindo o feito do "Império do Amor": Love fez dois sobre o Vasco e um no Botafogo e Fluminense, enquanto o Imperador marcou três vezes no Tricolor, duas no Alvinegro e uma no Cruz-Maltino.

Mas também já há diferenças significativas: a começar por títulos. O "Império do Amor" foi um sucesso de gols, mas não conseguiu ser campeão e durou só cinco meses – após a eliminação na Libertadores, Adriano foi para a Roma, da Itália. Por sua vez, a dupla Gabigol e Bruno Henrique, que ainda não foi batizada por nenhum apelido, já conquistou o Carioca e ficará junta pelo menos até dezembro, quando termina o empréstimo do camisa 9 e ele terá que voltar para a Internazionale.

Será que a dupla Gabigol & Bruno Henrique conseguirá ficar mais marcada no Flamengo do que o "Império do Amor"? Enquanto isso não acontece, relembre as jogadas afinadas de Adriano e Vágner Love há nove anos na lista abaixo de gols e assistências nos 20 primeiros jogos. E mais abaixo, também tem a relação de passes decisivos e bolas na rede dos atuais atacantes rubro-negros.

Seja com gols ou assistências, Gabigol e Bruno Henrique têm participação direta em 50% das bolas na rede do Flamengo em 2019.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget