Multa de Bill no Flamengo é de aproximadamente R$ 200 milhões

EXTRA GLOBO: Enquanto Vinicius Junior encantava já no sub-17, na outra ponta do campo estava Bill. Comprado pelo Flamengo ainda no juvenil do Nova Iguaçu, clube com o qual o rubro-negro mantém parceria na base, o atacante, que ficou sob a sombra do hoje titular do Real Madrid, recebeu sua primeira chance entre os profissionais, na final da Taça Rio, contra o Vasco. E a aproveitou.

A assistência para o gol de Arrascaeta jogou os holofotes sobre o novo prata do Ninho. Aos 19 anos, um a mais que Vinicius, Fabricio Rodrigues da Silva Ferreira, o Bill, é natural de Belford Roxo, e tem 55% dos direitos econômicos ligados ao Flamengo. O restante é do Nova Iguaçu. O empresário Jorge Morais enaltece o perfil garçom do atacante, que tem 57 gols anotados em 170 partidas na base do Flamengo.

— Bill faz o lado bem, é frio, tem cruzamento bom, dá muitas assistências, e faz gols — enumera.

Bill, atacante do Flamengo - Foto: Reprodução
Os requisitos chamaram atenção do técnico Abel Braga, que o observou na Copa São Paulo de Juniores deste ano, e o quis entre os profissionais. Alçado, Bill, cujo apelido vem da dificuldade do avô idoso em chamá-lo de Fabrício (aí virou "Fabill"), havia sido relacionado em outros dois jogos, mas nunca entrou em campo. A multa rescisória para tirar o jogador do clube é de 50 milhões de euros, cerca de R$ 200 milhões.

A contratação de Bill para o Flamengo foi feita na gestão anterior do Flamengo. O ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello foi até o Nova Iguaçu, acompanhado de Fred Luz, então diretor-geral. O ex-mandatário foi alertado pelo presidente do clube da Baixada, Jânio Moraes, a observar o jogador, e logo se empolgou.

- Presta atenção naquele menino. O Eduardo Bandeira ficou louco nele. Até hoje eu falo isso para os dois. Ele fez uma jogada, um rabisco, e o garoto foi parar lá - lembra Jânio.

Em seguida, Bill foi contratado por Rodrigo Caetano e Carlos Noval, diretores do profissional e da base, na ocasião, e está no Flamengo há quatro anos. No clube, integrou o projeto Pratas do Ninho, que consiste em avaliações periódicas do ponto de vista físico, fisiológico, psicológico e nutricional.

Além de Bill, participaram do projeto Vitor Gabriel e Ramon, dois jovens que também foram trazidos pela parceria com o Nova Iguaçu. Ambos estavam no banco de reservas contra o Vasco, e têm sido relacionados.

O empresário Jorge Morais enaltece o perfil garçom do atacante, que tem 57 gols anotados em 170 partidas na base do Flamengo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget