Permanência de Abel dependerá de classificação do Flamengo

COSME RIMOLI: Gabriel confessando toda a dificuldade que tem em jogar como marcador de lateral esquerdo.

Arrascaeta incomodado em ser obrigado a atuar pelo lado esquerdo, aparentemente como gosta, mas marcando o lateral direito adversário.

Bruno Henrique no meio, enfiado entre os zagueiros. Mas só funciona quando ocupa a esquerda, se aproveitando da dificuldade física de Arrascaeta em marcar e atacar.

Cuellar sobrecarregado diante da afobação de Arão, tentando marcar todo o meio de campo adversário e não marcando ninguém.

Pará especialista em chutões e não acompanhar a linha de impedimento, facilitando qualquer contragolpe ou bola na área adversária.

Rodrigo Caio sempre um décimo de segundo atrasado nos lances agudos, como no São Paulo.

Diego Alves irritado com a fragilidade defensiva do Flamengo, deixando todos ainda mais inseguros.

A eterna insegurança entre Diego Ribas, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Vitinho, Gabigol e Bruno Henrique.

Foto: Divulgação
No sexteto milionário só há lugar para quatro jogadores.

E eles, contrariados, vão se revezando.

Não há estrutura tática, conjunto.

Defesa, meio-campo e ataque são setores distintos, separados.

Dispostos como se formassem uma equipe de pebolim.

Mais do que tudo, diretoria, torcedores, atletas e, pior, o próprio Abel Braga acreditando que a conquista do insignificante Campeonato Carioca é referência.

O resultado é que o Flamengo é a grande decepção entre os times brasileiros na Libertadores.

O clube que gastou cerca de R$ 100 milhões para a temporada de 2019 está à beira da eliminação da Libertadores.

Ainda na fase de grupos.

A derrota contra o LDU, em Quito, de virada, trouxe uma pressão enorme na Gávea.

No desembarque do time no Rio de Janeiro, Abel Braga, o grande responsável por tanta instabilidade se recusou a falar.

De óculos escuro, passou por jornalistas e torcedores, protegido por seguranças.

Ele não pôde estar no banco de reservas, suspenso por atrasos do Flamengo nas voltas do intervalo contra Peñarol e San José.

Mas as ideias, a formatação da equipe, as trocas, o recuo excessivo, foram todas de Abel Braga. A derrota foi dele e não do seu auxiliar.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, se cala nessa hora de pressão.

Ele é responsável pelo clima enorme de decepção, ao ter prometido que, em 2019, o Flamengo 'ganharia tudo' que disputasse.,

Só que agora o time milionário que montou está seriamente ameaçado de eliminação no principal objetivo do ano, a Libertadores.

O Flamengo é um elenco que foi montado por Landim.

Com a prioridade do meio para o ataque.

Ninguém pensou em investir forte nas laterais e nos zagueiros. Rodrigo Caio é muito fraco para as cobranças flamenguistas. Não era reserva no São Paulo por acaso.

Diante da recusa de Renato Gaúcho, a aposta altíssima foi em Abel Braga.

O resultado até agora, mesmo com a conquista do insignificante Campeonato Carioca, é de um time instável, muito vulnerável defensivamente.

Das 22 partidas que disputou no ano, tomou gol em 16 delas. E enfrentando equipes pequenas, dos subúrbios cariocas.

Tudo que está acontecendo não é por acaso.

São erros seguidos de erros.

Como disputar o título contra o Vasco sem poupar ninguém.

Mesmo sabendo da partida importantíssima em Quito.

Com 2.850 metros de altitude.

Antes da partida decisiva, no Uruguai, contra o Peñarol, o Flamengo terá três jogos dificílimos no Brasileiro.

Cruzeiro já no sábado, no Maracanã. Depois, o Internacional, em Porto Alegre. E o São Paulo, no Morumbi.

Derrotas vão trazer mais tensão à Gávea.

O clima é péssimo na Gávea.

O time de Abel Braga precisa responder.

As críticas ao técnico são poderosas.

Ou o Flamengo reage...

Ou estes quatro próximos jogos podem ser os últimos do treinador.

A decepção com seu trabalho é gigantesca.

Proporcional à expectativa criada por Landim.

 "Aí, galera, vamos ganhar essa porr toda.

Vamos ganhar tudo esse ano.

Chega de cheirinho!

Vamos ganhar título!', prometeu...


O clube que gastou cerca de R$ 100 milhões para a temporada de 2019 está à beira da eliminação da Libertadores.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget