Abel dá indício de ter ganho novas peças no Flamengo

UOL: O Flamengo encarou, ontem (5), um teste "forçado" contra do São Paulo, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Precisando de um bom resultado diante do Peñarol, no Uruguai, quarta-feira, para chegar às oitavas de final da Libertadores, o técnico Abel Braga optou por uma equipe reserva e, diante do empate por 1 a 1 no Morumbi, o treinador considerou a resposta como positiva.

Na escalação inicial, nomes como os dos zagueiros Thuler e Matheus Dantas, dos volantes Piris, Ronaldo e Hugo Moura e do atacante Lincoln, que atuaram pouco no decorrer da atual temporada. Para Abel, a atuação do time contra o Tricolor paulista evidenciou um elenco com mais opções.

"O que gostei foi que vi que tenho jogadores que posso usar, mesmo que não jogassem há dois meses. Dantas, Rafael, Thuler. A gente vê que tem mais opções do que pensava. Vir para cá com jogadores sem ritmo e sair com um empate com o São Paulo não é mau", disse.

Foto: Divulgação
O treinador exaltou os jovens utilizados, como Lincoln, que foi titular pela primeira vez - iniciou o ano à disposição da seleção brasileira sub-20, que disputou o Sul-Americano da categoria, e voltou ao Flamengo lesionado -, ou ainda o zagueiro Rafael Santos, que fez a estreia no profissional.

"Primeiro jogo do Lincoln comigo, fiquei impressionado. Além da velocidade, da técnica, ele tem a primeira bola muito boa, o que eu não poderia imaginar pela altura que ele tem. Os três volantes se saíram muito bem, Ronaldo e Hugo saindo muito. Thuler treinando sempre muito sério e bem, o jogo é diferente e ele se saiu bem. César mostrou que é bom goleiro. Gostei do Trauco; do Dantas, que só errou uma bola. E esse menino Rafael, que entrou, que não foi aos Estados Unidos porque vinha de uma cirurgia, então vinha de sete meses sem jogar", afirmou.

Uma novidade no time foi o meia Diego sendo utilizado pela ponta esquerda, região em que, geralmente, atua Bruno Henrique ou Arrascaeta. Ao falar sobre o camisa 10, Abel fez questão de garantir que o Flamengo tem força para chegar e conquistar a classificação à próxima fase da Libertadores.

"Diego não é novidade. Se doa para a equipe, é um jogador diferente, que cumpre duas ou três funções. É um líder, um exemplo, de caráter irretocável. Sabemos que temos grupo para chegar lá [no Uruguai] e decidir, do mesmo jeito que o Peñarol nos venceu no Rio de Janeiro".

Para Abel, a atuação do time contra o Tricolor paulista evidenciou um elenco com mais opções.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget