Arão recupera confiança e se aproxima de 200 jogos no Flamengo

O GLOBO: Diogo Dantas

Autor do gol sobre o Corinthians que deixou o Flamengo mais próximo da vaga para as quartas de final da Copa do Brasil, Willian Arão completou 182 jogos com a camisa do Flamengo e é o dono da posição em boa parte das últimas quatro temporadas. Mesmo assim, segue questionado por uma parcela da torcida. Não pela competência ofensiva que mostrou na cabeçada decisiva em Itaquera. Mas pela atuação no combate direto aos adversários.

Titular em 2016 e 2017, quando entrou em campo mais de 60 vezes por temporada, o volante perdeu a vaga no ano passado, com Paulo César Carpegiani e Maurício Barbieri, mas começou a recuperar espaço no fim do ano, sob o comando de Dorival Júnior. Com a chegada de Abel Braga, voltou a atuar ao lado de Cuéllar com a mudança de esquema tático, uma vez que o Flamengo não trouxe nenhum jogador com as características de Lucas Paquetá, vendido ao Milan em 2018.

Willian Arão comemorando gol no Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
Desde que trocou o Botafogo pelo Flamengo, Arão se notabilizou por ser um jogador moderno, que ocupa espaços no ataque e faz gols. Foram sete em 2016, nove em 2017. mas apenas dois em 2018. Este ano, chegou a três em 21 jogos, mais da metada das participações que teve na temporada anterior, 32.

Antes de Arão, o Flamengo tinha Elias com uma média melhor para um atleta da posição. Em 5 5 jogos em 2013, foram 10 gols. Inclusive um decisivo na final da Copa do Brasil. Na posição, desde então o Flamengo teve nomes como Luiz Antonio e Canteros. Ambos com poucos gols.

Técnico reforça importância do volante

Após a vitória sobre o Corinthians, Abel Braga indicou novamente que o Flamengo é Arão e mais dez.

— Uma das maiores críticas que eu tenho é sobre o Arão, mas eu não vou tirar ele porque ele dá equilíbrio ao meu time. Eu entrei no campo para abraçar ele — contou Abel, maravilhado.

— Se eu jogar mal ele vai me tirar —  comentou o jogador, em seguida.

Mesmo dando a Arão o ar de intocável no time principal, o treinador tem observado opções quando escala uma equipe alternativa. Na posição, o jovem Ronaldo também ganha pontos.

A presença constante de Arão no time titular do Flamengo fez o clube descartar negociá-lo. Mas liberou peças que concorreram pela vaga e não agradaram, caso do jovem Jean Lucas, que foi ganhar experiência no Santos, e até o argentino Mancuello, que foi para o México.

Arão teve proposta para deixar o Flamengo desde o ano passado, mas renovou seu contrato até 2021. O clube está no mercado em busca de nomes para a posição e só considera a hipótese de venda em caso de ótima oferta.

Titular em 2016 e 2017, quando entrou em campo mais de 60 vezes por temporada, o volante perdeu a vaga no ano passado.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/SiteFlaResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget