Conselho julga punição a Bandeira no Flamengo nesta segunda

GLOBO ESPORTE: O Conselho de Administração do Flamengo julga, na noite desta segunda-feira, o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello. O ex-dirigente é acusado de ter interferido no processo de escolha das cores das chapas na última eleição, realizada em dezembro. Bandeira pode ser punido com seis meses de suspensão

O processo foi aberto por Bernardo Amaral, presidente do Conselho de Administração. O argumento é que Bandeira de Mello passou por cima do estatuto do clube e do CoAd, órgão responsável por organizar as eleições do Flamengo. O presidente responderá por possível infração por ter acionado a Justiça contra uma decisão de conselho, na questão de qual chapa seria inscrita com a cor azul.

Foto: Gilvan de Souza
- Me acusam de ter entrado na Justiça contra o clube, o que não aconteceu. Quem entrou foi o Bruno Barki, ele era advogado de uma das chapas (a chapa de Eduardo Bandeira de Mello) e a Justiça pediu que o clube se manifestasse no processo. Eu autorizei que o jurídico desse o posicionamento do clube, de acordo com o estatuto. E isso foi feito. Jurídico, este que continua no clube até hoje - defendeu-se Bandeira, em entrevista ao GloboEsporte.com

O parecer recomendando a suspensão tem as assinaturas dos conselheiros: Luis Fernando Fragoso Machado, Marcio Mattos Carneiro e Mário Barboza da Cruz. Eles fizeram parte da Comissão de Inquérito aberta para analisar o caso.

Entenda o julgamento
- O julgamento acontece no Auditório Rogério Steinberg. A primeira chamada será às 19h. A sessão começa às 19h30
- O julgamento será presidido por Delair Dumbrosck, vice-presidente do CoAd, uma vez que o presidente Bernardo Amaral está envolvido no processo e, por isso, impedido de presidir a sessão.
- O julgamento será aberto com o parecer do relator. Em seguida, Eduardo Bandeira ou seu advogado vão fazer a sustentação da defesa. O ex-presidente falou que estará presente
- Caso seja suspenso por 180 dias, Eduardo Bandeira de Mello ficará vulnerável e poderá até ser expulso do quadro social do Flamengo em caso de uma segunda infração por qualquer motivo.
- 103 membros do Conselho de Administração estão aptos a votar no julgamento
- O voto é secreto
- O relatório sugere a suspensão de Eduardo Bandeira de Mello por 180 dias. Há apenas duas opções. A suspensão ou a absolvição.
- Quatro vice-presidentes vão pedir licença para participarem a votação: Luiz Eduardo Baptista (Relações Externas), Gustavo Oliveira (Comunicação e Marketing), Wallim Vasconcelos (Finanças) e Adalberto Ribeiro (Gabinete); o vice geral e jurídico Rodrigo Dunsshe também votará no julgamento. No entanto, por ser membro nato, não será necessária a licença do cargo.

O presidente responderá por possível infração por ter acionado a Justiça contra uma decisão de conselho.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget