Insistência de Abel em poupar jogadores irrita diretoria do Flamengo

GLOBO ESPORTE: “Óbvio”. Foi assim que Abel Braga anunciou, ainda no Maracanã, após a vitória sobre o Athletico-PR, que mandará uma equipe reserva para campo diante do Fortaleza. A obviedade, no entanto, não existe para diretoria, e o planejamento será debatido ao longo da semana.

O discurso não pegou bem nos bastidores e o treinador será aconselhado a escalar o que tiver de melhor no jogo de sábado, no Nilton Santos, pela sétima rodada. A percepção interna é que não faz sentido deixar o Brasileirão em segundo plano com uma semana cheia para treinamentos.

- Vai ser uma equipe diferente. Óbvio! Totalmente diferente. Terça-feira vem aquilo que todo mundo está esperando - disse Abel no último domingo.

Foto: Divulgação
Existe uma preocupação de não transparecer influência externa de dirigentes na escalação. Por outro lado, o próprio Abel já declarou em entrevista coletiva de que é importante uma sinalização de esferas superiores quando o assunto é poupar jogadores e priorizar competições.

- Seria legal se alguém da direção me falasse alguma coisa - disse após a primeira decisão do Carioca, contra o Vasco, no Nilton Santos, ao questionado sobre o tema.

A divergência no discurso recente é mais um fator em pauta na avaliação de uma mudança de comando na pausa para Copa América. As últimas entrevistas de Abel têm gerado questionamentos internos. De imediato, porém, o Flamengo se cerca de cuidados para evitar turbulências para as três rodadas que faltam para o Campeonato Brasileiro e as oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Corinthians.

O duelo com o Timão terça-feira, dia 4, foi o que norteou o posicionamento de Abel sobre reservas contra o Fortaleza. A tendência, porém, é que a decisão seja revista e apenas quem apontar desgaste nos exames fisiológicos ao longo da semana sejam preservados.

Um dos jogadores que será poupado, por exemplo, é Renê. Com a convocação de Trauco para Copa América, será o peruano o titular diante do Fortaleza para evitar um problema duplo na Copa do Brasil. O mesmo vale para Arrascaeta, Piris da Motta e Cuellar.

Há, por exemplo, quem questione o risco de deixar o time principal dez dias sem jogar antes de um duelo decisivo. Neste Brasileirão, o Flamengo escalou reservas em duas oportunidades: na vitória sobre a Chapecoense e no empate com o São Paulo.

Flamengo e Fortaleza medem forças sábado, às 16h (de Brasília), no Nilton Santos. Serão mais de 72 horas de recuperação até o duelo com o Corinthians, terça-feira, às 21h30, no Maracanã. Com a vitória por 1 a 0 em São Paulo, o Rubro-Negro joga pelo empate para avançar.


O discurso não pegou bem nos bastidores e o treinador será aconselhado a escalar o que tiver de melhor no jogo de sábado.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaTeMorrer1895} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget