Inspirado em Anderson Silva, Dourado segue tratamento no Fla

GLOBO ESPORTE: Henrique Dourado deixou o Flamengo no início de 2019 para jogar no Henan Jianye, que pagou cerca de R$ 22 milhões ao clube carioca. Na China, tudo muito intenso em pouco tempo. Orientado a não "ceifar" em suas comemorações por ser considerada uma atitude desrespeitosa, ele marcou logo na estreia, mas minutos depois sofreu uma grave lesão, com fratura na perna direita. Voltou ao Brasil para se recuperar no Rubro-Negro. E a inspiração para voltar aos gramados é o lutador de MMA Anderson Silva, que superou uma fratura ainda mais grave para voltar ao octógono.

Com prazo estipulado entre junho e julho para voltar aos gramados, Dourado agora está focado na recuperação.


- Essa é a palavra certa. Acho que resiliência, né? Resiliência, perseverança. Não vivemos só de vitória. Vamos ter nossas derrotas, as nossas lutas. Cada um enfrenta a sua, né? Eu só sei que quando aconteceu (a lesão) eu já sabia que tinha sido algo grave, porque eu não conseguia movimentar meus dedos. E quando abaixei o meião, vi a minha perna, a pele da canela muito esticada - lembrou Henrique Dourado, em entrevista ao Esporte Espetacular.

"Foi um desespero, primeira lesão da carreira. Ainda mais da maneira que foi. Mas quando entrei na ambulância comecei a trazer pensamentos positivos"

Operado, Henrique Dourado precisou passar um tempo no hospital. E buscou inspiração em Anderson Silva. O ex-campeão do UFC quebrou a perna no octógono durante uma luta contra o americano Chris Weidman no fim de 2013, passou por um difícil período de recuperação e voltou ao esporte. Algo que o Ceifador tem como meta.

- São esportes totalmente diferentes, mas eu confesso que, quando estava no hospital, o que vi de vídeo do Anderson Silva... Eu já vi ele lutando, acompanhava as lutas dele. Mas eu não assistia vídeo de luta (no hospital), queria ver vídeo sobre a lesão. Ele foi um cara determinado, que teve um foco. Aquilo foi o que eu tirei de lição. Tenho que ter um objetivo, que é a recuperação. Me recuperar para fazer aquilo que mais gosto. No caso é fazer gols.

O "Ceifador", por sinal, está dando um tempo no apelido.

- Quando eu cheguei ao clube, o nosso treinador me recebeu e tal, né? E uma das coisas que me falou que não pode (a comemoração). Lá não pode comemorar dessa forma. Eles consideram desrespeito ao adversário.

Com prazo estipulado entre junho e julho para voltar aos gramados, o ex-atacante do Flamengo agora está focado na recuperação.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget