"Modo desespero" e desorganização esgotam paciência da Nação

UOL: Abel Braga teve uma noite para esquecer, ontem, no estádio Independência. Com um jogador a mais desde os acréscimos do primeiro tempo, o Flamengonão foi capaz de superar o Atlético-MG. Pior, saiu derrotado por 2 a 1 e falhou novamente em um compromisso capital para quem almeja o título do Campeonato Brasileiro. Apenas o resultado já seria um problema, mas as alterações do comandante irritaram os rubro-negros.

Já havia sido assim na derrota para o Internacional fora de casa pelo mesmo placar. Na ocasião, Abel colocou quatro atacantes em campo. O "modo desespero" foi adotado novamente após o golaço de Chará. Não deu certo. O técnico, claro, dominou as redes sociais. A #ForaAbel, por exemplo, foi o assunto mais comentado do Twitter no Brasil.

Léo Duarte em Atlético-MG x Flamengo - Foto: Bruno Cantini
O "modo desespero" de Abel Braga
Ainda que em circunstâncias distintas, Abel Braga falhou em dois jogos importantíssimos neste começo de Campeonato Brasileiro. Ele colocou quatro atacantes em campo no jogo contra o Internacional. O Flamengo perdeu por 2 a 1, mas teve chances de virar o placar e triunfar. Falhou, viu o Inter fazer o segundo gol e a estratégia do treinador foi povoar a área adversária com atacantes em busca do empate com cruzamentos.

Lucas Silva entrou no lugar de Willian Arão, enquanto Lincoln substituiu Everton Ribeiro. Os dois se juntaram aos titulares Gabigol e Bruno Henrique. Sem nenhuma jogada trabalhada de forma mais profunda, a estratégia não deu resultado.

Na derrota para o Atlético-MG, o Flamengo viu o treinador falhar novamente. Logo depois que Chará acertou um chutaço e colocou o Galo na frente no primeiro minuto do segundo tempo, Abel Braga iniciou uma série de substituições na tentativa de se fazer presente na área atleticana.

O Flamengo, outra vez, ficou com quatro atacantes em campo. Entraram Vitinho, Lincoln e Berrío - se juntaram com Bruno Henrique - para as saídas de Léo Duarte, Arrascaeta e Gabigol, respectivamente. Com a entrada da área do Atlético-MG bloqueada, o Rubro-negro usou e abusou dos cruzamentos. Os quatro atacantes não resolveram o problema. Pelo contrário. Mostraram um Flamengo sem alternativas para superar as adversidades.

"Resultado normal" irrita rubro-negros
Não foi só com a atuação do técnico que os rubro-negros ficaram irritados na noite de sábado. No jogo contra o Inter, Abel já havia tratado o resultado como algo natural em um Campeonato Brasileiro.

O pensamento foi repetido após o revés para o Atlético-MG, sendo que o time teve 45 minutos com um jogador a mais para tentar construir o resultado que lhe interessava. Ao enumerar outras conquistas da temporada, Abel estremeceu a sintonia com os flamenguistas.

"Jogou uma Florida Cup e ganhou, Taça Rio e ganhou, Carioca ganhou, só não ganhamos a Taça Guanabara. Você perder para o Atlético-MG aqui, como perdemos para o Inter lá, são resultados normais", disse.

Seis pontos que não voltam mais
Ao perder para Internacional e Atlético-MG por 2 a 1, ambos fora de casa, o Flamengo não conseguiu se aproximar das primeiras posições da tabela. Com o objetivo de conquistar o Brasileirão, tais pontos são necessários, ainda que atuando como visitante.

Eles não voltam mais. A distância para o líder Palmeiras já é de seis pontos, sendo que o Alviverde abriu duas vitórias de vantagem para o Flamengo em cinco jogos. Para quem briga pela ponta, resultados contra times que almejam o mesmo fazem a diferença no final.

Fla terá que conviver com #ForaAbel
Não começou ontem e, pelo visto, não terminará amanhã. Boa parte da torcida do Flamengo tem resistência ao técnico Abel Braga ainda por conta da derrota para o Santo André na final da Copa do Brasil de 2004.

O fato de um time estrelado sofrer para apresentar alternativas no ano é mais um obstáculo na relação entre treinador e torcida. A campanha, ao que tudo indica, continuará nas redes sociais a cada jogo do clube.

Por sua vez, a diretoria do Flamengo assegura a manutenção do trabalho, embora saiba que o ambiente está longe da leveza desejada.

Na derrota para o Atlético-MG, o Flamengo viu o treinador falhar novamente.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaTeMorrer1895} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget