Por que o Flamengo perdeu para o Internacional

LANCE: Matheus Dantas

Em uma partida em que apresentou problemas na defesa, no meio e no ataque, o Flamengo acabou derrotado por 2 a 1 no Beira-Rio. O Internacional, apesar da menor posse de bola, dominou as ações ofensivas, aproveitou os vacilos do Rubro-Negro e marcou com Paolo Guerrero e Sarrafiore. Arrascaeta chegou a empatar o placar para o time da Gávea, mas não evitou o resultado.

Com o resultado desta quarta-feira, os dois times ficam com três pontos. Na próxima rodada, o Fla visita o São Paulo, enquanto o Inter visita o Palmeiras. Abaixo, o LANCE! destacou os pontos de destaque na partida do Beira-Rio.

Rhodolfo, do Flamengo, contra o Internacional - Foto: Ricardo Duarte
DEFESA SOFRE COM GUERRERO!

Nos dias que antecederam a partida contra o Internacional, Willian Arão destacou a presença de Paolo Guerrero e cobrou atenção na marcação ao peruano. Aviso dado, o camisa 9 foi marcado de perto, mas levou a melhor. O Rubro-Negro sofreu gol pela 18ª vez em 24 partidas oficiais disputadas no ano.

A linha defensiva, em especial Renê, Rhodolfo e Léo Duarte, tiveram problemas para neutralizar o centroavante. Tanto que, em sua primeira oportunidade, o peruano abriu o placar no Beira-Rio. Em outros lances pelo alto, Guerrero - que finalizou cinco vezes - também levou vantagem e ameaçou a meta de César.

FORMAÇÃO DE ABEL COM PROBLEMAS

O técnico Abel Braga, mais uma vez, optou por escalar,  desde o início, Bruno Henrique como centroavante, Gabigol na direita, Everton Ribeiro pelo centro e Arrascaeta na esquerda. A formação, no primeiro tempo, teve problemas. Pouco inspirado, a opção pelo camisa 27 no comando de ataque mostrou-se contra-produtiva, com o time pouco ameaçando o rival antes do intervalo.

Para o segundo tempo, os jogadores de ataque voltaram em suas funções de origem (Gabigol como 9, Bruno Henrique na esquerda, Arrascaeta no centro e Everton Ribeiro pela direita) e logo a produção ofensiva melhorou. O gol saiu assim, com o uruguaio dando passe para o camisa 7 invadir a área de Lomba.

SUBSTITUIÇÕES NÃO SURTEM EFEITO

Ao marcar o segundo gol, aos 31 minutos da etapa final, o Inter adotou postura defensiva e aguardou o Flamengo em seu campo de defesa. O Rubro-Negro não encontrou alternativas e as poucas chances criadas de gol foram surgiram de bolas levantadas na área ou faltas. Pouco para um time da qualidade do Fla.

Lucas Silva e Lincoln foram as opções de Abel Braga para buscar o empate. Os garotos, que pouco atuaram neste ano, não conseguiram mudar o panorama da partida. Arão e Everton Ribeiro saíram para suas entradas. Antes, o técnico já havia sacado Arrascaeta para colocar Diego, quando o placar estava 1 a 1.

PRÓXIMO DESAFIO: SÃO PAULO NO MORUMBI

Na terceira rodada do Brasileirão, o Flamengo enfrenta outro forte time como visitante. O desafio é diante do São Paulo, no domingo, no Estádio Morumbi. A delegação volta ao Rio de Janeiro nesta quinta, após treinar no CT do Grêmio.

Por conta da partida decisiva pela Libertadores, contra o Peñarol na próxima quarta, a comissão técnica deve optar por uma equipe alternativa na terceira rodada do Brasileirão. Os atletas serão avaliados pelo departamento médico.

O Rubro-Negro sofreu gol pela 18ª vez em 24 partidas oficiais disputadas no ano.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget