Por que o técnico Jorge Jesus é tão cobiçado pelos clubes?

GOAL: Vasco, Atlético-MG e, agora, Flamengo. Não param de surgir interessados na contratação de Jorge Jesus. O que fez o treinador português se tornar a bola da vez no Brasil? Por que a possibilidade de trabalhar no país é cada vez mais real?

Jesus, de 64 anos, é um apaixonado pelo futebol brasileiro. Não é de hoje que passa horas acompanhando as mais variadas partidas dos Estaduais e das Séries A e B do Brasileirão, até mesmo durante a madrugada. Mas aceitaria viver tudo isso de perto?

Desempregado desde que deixou no fim de janeiro o Al Hilal, da Arábia Saudita, o português traçou a seguinte meta profissional: assumir um grande clube europeu. Por isso, fechou um acordo com o influente agente israelense Pini Zahavi, antigo investidor da extinta MSI, que foi parceira do Corinthians de 2004 a 2006.

Jorge Jesus - Foto: Gualter Fatia/Getty Images
Foi oferecido nas últimas semanas para Lyon, Olympique de Marselha, Roma e Sevilla. Sem sucesso. Longe de dominar a língua inglesa, o que sempre foi encarado como um obstáculo de peso para obter sucesso em nível internacional, o treinador que é adepto do estilo ofensivo começou a ser "obrigado" a ver com bons olhos uma eventual aventura no Brasil.

Inicialmente, o nome de Jorge Jesus chegou aos ouvidos de Vasco e Atlético-MG por meio do ex-jogador e hoje empresário Jorge Baidek. O altíssimo salário, no entanto, brecou qualquer chance de acerto. No futebol árabe, o português ganhava aproximadamente R$ 2,5 milhões por mês. Antes, no Sporting, onde esteve entre 2015 e 2018, recebia R$ 1,1 milhão por mês.

Tendo em vista a repercussão e, principalmente, a aceitação que Jesus teve entre torcedores e até mesmo jornalistas no Brasil, outro empresário renomado entrou forte na parada: Giuliano Bertolucci. Prontamente nomeou o filho, Lucca Bertolucci, para conduzir a situação.

A convite da família Bertolucci, Jorge Jesus fez um "tour" pelo Brasil no início de maio, tendo acompanhado alguns jogos do Brasileirão. Dias depois, Lucca viajou a Lisboa, onde colocou na mesa o interesse concreto do terceiro clube brasileiro: o Flamengo, que, na ocasião, já se preparava para perder Abel Braga.

Diferentemente de Vasco e Atlético-MG, o Rubro-Negro tem condições de arcar com a pedida salarial do português. Além disso, segundo pessoas próximas ao treinador, "Flamengo é Flamengo". Ainda assim, verdade seja dita, o principal desejo de Jorge Jesus, que é um dos mais vitoriosos profissionais de Portugal nos últimos anos, sobretudo a serviço do Benfica (entre 2010 e 2015), continua sendo fechar com um grande da Europa.

Diferentemente de Vasco e Atlético-MG, o Flamengo tem condições de arcar com a pedida salarial do português.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaTeMorrer1895} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget