Dominante e objetivo: a vitória do Flamengo com Marcelo Salles

LANCE: Mesmo com um técnico interino à frente do time, a torcida do Flamengo compareceu em peso ao Nilton Santos para acompanhar o clube pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, a equipe rubro-negra venceu o Fortaleza por 2 a 0, sem qualquer dificuldade, e conseguiu impor suas ideias táticas no primeiro jogo sem Abel Braga, que pediu demissão na última quarta-feira.

Com o resultado, o time comandando por Marcelo Salles aproximou-se do Palmeiras, primeiro colocado, com 13 pontos, e fica na segunda posição com o mesmo número de pontos. Vale lembrar que o time paulista ainda joga na rodada e teve os três pontos da vitória sobre o Botafogo suspensos até o julgamento do pedido da anulação do jogo. O LANCE! traz a análise do confronto.

Marcos Salles de técnico do Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
SUPERIOR
Com os primeiros 45 minutos de bola rolando, a torcida do Flamengo pôde observas as estratégias adotadas pelo técnico interino Marcelo Salles. A maior posse de bola e as finalizações premiaram os rubro-negros para abrir o placar, após boa trama entre Diego, Everton Ribeiro e Arrascaeta. A triangulação era uma coisa que não era vista no comando do técnico Abel Braga. Com isso, Gabriel Barbosa encerrou de vez o jejum de gols no Brasileiro, teve apenas o trabalho de empurrar para o fundo da rede nos dois gols marcados.

GOSTINHO DE QUERO MAIS...
Arrascaeta foi convocado para a Copa América e não vai participar dos três jogos restantes até a parada do Brasileiro para a competição. Com Abel Braga, o uruguaio não teve bom rendimento, com 22 jogos e três gols marcados. Nesta tarde, o atleta mostrou boa dinâmica, com posse de bola e flutuação entre meio e ataque. Tanto que participou diretamente do primeiro e segundo gols.

Ao seu lado, Cuéllar e Everton Ribeiro também tiveram grande destaque na tarde deste sábado. O colombiano conseguiu um grande número de roubadas de bolas e passes rápidos. O meia-atacante também apareceu em vários momentos para ajudar nas jogadas de ataque.

SEM SUSTOS
O Fortaleza teve grandes dificuldades para conseguir infiltrar na zaga rubro-negra. Sob o comando de Abel Braga, o Flamengo teve bom rendimento ofensivo, com 59 gols marcados. Entretanto, no setor defensivo,  a equipe apresentou falhas e sofreu grande número de gols que desgastou a relação de Abel e a torcida. Neste sábado, a defesa formada por Léo Duarte e Rodrigo Caio não passou por grandes adversidades por conta da pouca efetividade do time comandado por Rogério Ceni.

POSSE DE BOLA
Para chegar ao resultado positivo, o Flamengo teve alto número de passes. Willian Arão, como um exemplo, tentou se aventurar ao ataque para tentar balançar a rede, mas não teve sucesso desta vez. Foram mais de 607 passes contra 263 do Fortaleza. Além disso, a objetividade em sintonia com a dinâmica foi implementado pelo estilo de Marcelo Salles.

ARTILHARIA COMPARTILHADA
Com os dois gols marcados, Gabigol se igualou ao companheiro de equipe Bruno Henrique, com quatro anotados, na artilharia do Campeonato Brasileiro. Logo em seguida, a jovem revelação do Fluminense, João Pedro, com três gols marcados até o momento. Agora, a equipe pensa no clássico contra o Fluminense, no domingo, às 19h, no Maracanã. Antes, o Rubro-Negro tem compromisso pela Copa do Brasil: fará o jogo de volta das oitavas de final contra o Corinthians, terça-feira, às 21h30, também no Maracanã.

O colombiano conseguiu um grande número de roubadas de bolas e passes rápidos.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget