Everton Ribeiro sonha em conquistar a Libertadores pelo Flamengo

COLUNA DO FLA: Por: Carla Araújo

Contratado pelo Flamengo há dois anos, completados na última quarta-feira (05), Everton Ribeiro virou um ídolo. Considerado por muitos o principal jogador do elenco atual do Fla, o camisa 7 mostra não só na habilidade que é essencial à equipe. Os números também não mentem: em 2019, é o jogador com mais assistências do Rubro-Negro. Mas, apesar de ser o garçom do time, o craque também faz gol. Perguntado sobre o mais importante com a camisa do Flamengo, Everton não titubeou:

– Para mim, com certeza, foram os dois que eu fiz contra o Emelec, no ano passado, no Maracanã, pela Libertadores. Por toda a situação que eu estava vivendo e por ter sido importante no jogo em termos de classificação. Então, para mim, até agora, foram esses os mais importantes.

Everton Ribeiro no Flamengo - Foto: Buda Mendes/Getty Images
Campeão estadual, brasileiro e da Supercopa dos Emirados Árabes, Everton Ribeiro é experiente no futebol. Mas, aos 30 anos de idade, o camisa 7 garante que vive, hoje, o melhor momento da sua carreira. Após a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil, o meia do Flamengo recebeu a reportagem do Coluna do Fla em sua casa para um bate papo sobre esse e outros assuntos. Dentre eles: a vida fora do Brasil; o carinho da torcida; e, claro, baby Guto (seu filho Augusto, hoje com um ano). Confira abaixo a entrevista completa:

CONTRATAÇÃO DE PESO E CARINHO DA TORCIDA:

É a realização de um sonho. Sabe-se que se criou muita expectativa, pelo Flamengo ter feito um grande esforço por mim. E eu fico feliz em poder retribuir hoje, conseguindo fazer meu melhor dentro de campo, dando muitas alegrias para eles. Esse carinho (dos torcedores) foi recíproco, um sonho para mim. Logo no começo, já sempre me apoiaram, me ajudaram. Então, quando entro lá, é por eles também. Porque eles fazem parte dessa grande Nação e desse grande clube que é o Flamengo.

MOMENTO NA CARREIRA E GARÇOM DO FLA:

Sei da importância que eu tenho aqui e da confiança que meus companheiros têm em mim. Eu me enxergo no meu melhor momento. Tento fazer o meu melhor em campo. Então, por isso, procuro estar sempre fazendo jogadas para deixa-los na cara do gol e para ajudar a equipe da melhor forma. Às vezes, marcando lá atrás. Às vezes, tentando uma jogada mais difícil para poder realmente quebrar a marcação. E, quando dá certo, deixar os companheiros na cara do gol para eles poderem fazer e a gente comemorar junto.

EXPERIÊNCIA NO TIME DO FLAMENGO:

Procuro ser mais exemplo do que falar muito. Eu gosto mais de estar fazendo e eles vendo como que eu faço, até pelos treinamentos e pelos jogos. Às vezes, converso com eles também. Porque a gente sabe que é importante para eles que estão começando agora poderem ver alguém que já ganhou, mas continua se esforçando para continuar buscando as vitórias. Assim como eu já tive muita ajuda no começo, eu procuro ajuda-los para que desenvolvam e continuem a carreira. O mais difícil é estar no profissional, ainda mais do Flamengo.

TÍTULO QUE SONHA CONQUISTAR:

Libertadores, né? Não tem jeito. É um sonho, a vontade de todo jogador, que sabe que é uma competição difícil. E hoje, nós (Flamengo) estamos classificados para as oitavas, com grandes chances de estar chegando a uma final. Quem sabe, né? Vamos correr atrás para que a gente possa chegar e ser campeão da Libertadores.

ÉPOCA NOS EMIRADOS ÁRABES:

Em questão de vida pessoal, é uma maravilha. A gente sabe que lá é muito bom, uma segurança muito grande. A gente saía para jantar e voltava tarde, sem preocupação, vidro aberto. Aqui é mais difícil. Isso fora de campo. Dentro de campo, eu fui muito feliz lá, fui campeão, cheguei com a equipe pela primeira vez a uma final de Champions da Ásia, que eles nunca tinham ido. Pra mim, foi uma experiência muito boa. Tenho um carinho muito grande pelo clube e por tudo que vivi lá.

ORGULHO PRO FILHO AGUSTO:

Eu quero ser um espelho, que ele possa alcançar os sonhos dele e possa viver com um exemplo de vencedor e de um cara que correu atrás e conseguiu conquistar os sonhos. Por isso, dou sempre meu melhor dentro de campo, porque daqui a pouco ele vai estar entendendo e torcendo ali junto. Ele gosta muito de bola. Quando eu estou assistindo jogo na TV, ele para, fala “bola”. Então, está começando a entender e gosta muito de entrar no Maracanã. Sei que, mais para frente, ele vai apreciar ainda mais.

BABY GUTO DA SORTE:

É uma pressão grande para cima dele, né? Cada vez que ele vai ao Maracanã, tenho que fazer ainda mais para que a gente continue com essa sorte. Mas, é muito legal esse carinho da torcida com ele e com a minha família. Então, sempre que eu posso leva-lo, eu levo. Mas só nos jogos mais cedo, às quatro da tarde. Ele gosta e é uma experiência boa para ele.

SEGUNDO SEMESTRE DO FLAMENGO:

Até agora, a gente vem conseguindo alcançar nossos objetivos. A gente só espera e convida a Nação para estar cada vez mais junto da nossa equipe. Ontem (contra o Corinthians, pela Copa do Brasil), mais uma vez, foi um show que eles deram. Então, isso nos anima muito. É saber que temos competições difíceis e eles estão ao nosso lado para nos apoiar até o final.

Campeão estadual, brasileiro e da Supercopa dos Emirados Árabes, Everton Ribeiro é experiente no futebol.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget