Flamengo cria novo setor elitizado no Maracanã e revolta a torcida

UOL: O Flamengo anunciou a criação de um novo setor no Maracanã, trata-se da "Leste Mais" que, de acordo com comunicado do clube, terá "os mesmos benefícios do Maracanã Mais", espaço do estádio que tem 1.900 lugares e uma área com comidas e bebidas. A medida gerou polêmica nas redes e muitos torcedores reclamaram pelo fato de se ter mais um local com preços considerados altos. O clube, por outro lado, afirma ter demanda por este tipo de serviço e garante não haver intenção de realizar uma "elitização", lembrando preços mais baixos para outras áreas.

A estreia do "Leste Mais" acontecerá na partida contra o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro, no dia 14. No site do "Nação Rubro-Negra", programa de sócios do Flamengo, os preços para o novo setor aparecem entre R$ 139 (para o plano Raça e superiores) e R$ 250 (inteira para o plano Nação Jr e público geral).


A ideia é que o setor funcione nas partidas das 11h e noturnas. As partidas realizadas à tarde, a princípio, não serão contempladas porque, neste horário, o Setor Leste é diretamente atingido pelo sol.


Na postagem em que o Flamengo anunciou a novidade, muitos rubro-negros demonstraram insatisfação por ser mais um setor com entradas em valores elevados, acusando a diretoria de fazer uma elitização do Maracanã, afastando os torcedores de classes sociais mais baixas.

Internamente, a atitude ganhou vozes favoráveis e contrárias. Alguns conselheiros lembram que a fundação da "Leste Mais" aconteceu antes de qualquer movimentação em prol da criação de um setor popular, promessa de campanha de Rodolfo Landim. Outros, porém, salientaram que o "Maracanã Mais", em grande parte dos jogos, fica lotado e que, com a "Leste Mais", acontecerá o mesmo, apontando que o Setor Leste já não é o mais barato do estádio.

O UOL Esporte conversou com Marcio Bitteti, gerente de marketing do Flamengo, que garantiu que a intenção da diretoria não é elitizar o Maracanã e reforçou que há uma "demanda reprimida" por serviços semelhantes aos oferecidos no "Maracanã Mais".

"Fizemos um estudo para ter esse setor, que vai funcionar em alguns jogos. Não será sempre. O mais importante é que estamos trabalhando para deixar o Maracanã mais popular, tanto que fizemos o pacote de jogos para o Campeonato Brasileiro com promoção nos preços. O "Maracanã Mais" é o segundo setor que esgota mais rapidamente, perde apenas para o Norte. Temos uma demanda reprimida e encontramos essa solução. Os setores Norte e Sul conseguem atender as demandas de ingressos com preços mais baixos. Inclusive, no jogo Flamengo x Goiás, o Setor Sul custará R$16. É importante deixar claro que não queremos elitizar o Maracanã", disse.

Durante a campanha, Landim prometeu esforços para a retirada das cadeiras atrás do gol para a criação de um local onde pudesse implementar ingressos a preços populares. Vale lembrar, porém, que a concessão à empresa Fla-Flu ainda é provisória por seis meses, podendo ser prorrogada por mais 180 dias:

"Há um estudo em curso para isso, mas não é algo tão simples. São necessários laudos de engenharia, do Bombeiro... Estamos estudando, com cautela, essa possibilidade".

Os preços para o novo setor aparecem entre R$ 139 (para o plano Raça e superiores) e R$ 250 (inteira para o plano Nação Jr e público geral).

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget