Gilmar Ferreira estranha contratação de Pablo Marí pelo Flamengo

GILMAR FERREIRA: Há mesmo algo estranho nessa contratação do zagueiro espanhol Pablo Mari, de 25 anos, que o Flamengo anuncia como reforço (sic) para o elenco de Jesus.

O jogador de 1,93m tem histórico medíocre, e fez temporada discreta com a camisa do Deportivo La Coruña na última edição da Série B espanhola.

E ainda chama a atenção o fato de ele jamais ter vestido a camisa do Manchester City, dono dos seus direitos econômicos desde 2016.

Por ora, acho importante dizer que chamá-lo de reforço é mesmo um exagero.

E tem mais: Pablo não chega de graça, apesar de o contrato com o clube inglês ter terminado no último dia 30.

Wallpaper de Pablo Marí no Flamengo - Arte: Caio Designer (@CaioCostaCrf)
Extra-oficialmente, o Flamengo terá de desembolsar € 1,3 milhões - quase R$ 5,5 milhões.

É seis vezes mais do que o valor gasto pelo City Football Group (CFG) para comprá-lo ao Gimanàstic, de Terragona, em 2016.

Fato que só faz crescer a curiosidade em torno da opção dos rubro-negros.

Nem os espanhóis entendem o investimento num zagueiro nascido no país deles cuja o 1,93m parece ser o mais atraente indicativo.

Pablo Mari foi revelado na base do Mallorca, de onde saiu em 2013, aos 20 anos, sem nunca ter jogado na equipe principal.

Livre, foi jogar no Gimanàstic, na Catalunha, onde ficou por duas temporadas.

Até entrar no radar do CFG, que comprou seus direitos econômicos por € 200 mil, e emprestou os federativos ao Girona, então na Série B.

O clube, cujo um dos donos é Pere Guardiola, irmão do técnico do City, é o mesmo que abrigou o volante vascaíno Douglas, comprado pelos ingleses.

Pablo Mari ficou por lá por uma única temporada.

Em julho de 2017 foi levado para o NAC Breda, da Holanda, onde jogou por mais um ano.

Ainda sem despertar o interesse dos grandes da Europa, foi então emprestado ao Deportivo, que buscava a ascensão à divisão principal da La Liga.

Em La Coruña, foi titular em 38 dos 42 jogos que o time fez na Série B.

O time acabou no sexto lugar, teve a terceira defesa menos vazada, mas nem por isso Pablo foi visto como um destaque.

Pelo contrário: em certo momento de dificuldade do time, tentou agradar a torcida jogando a camisa para as arquibancadas e a galera a atirou no gramado.

O zagueiro tentava uma transferência, agora para o Villareal, quando surgiu a oportunidade de vir para o Flamengo.

O jornalista Juan Castro, do Diário Marca, que há anos cobre a seleção brasileira, não entende o que justifca o interesse.

"Um jogador normalíssimo, que teve um ano regular. Tudo muito estranho", opinou.

Juan Yordi, do mesmo jornal, encarregado pelas notícias do La Coruña, crê que a indicação possa ter sido de Jorge Mendes, agente de Jesus, acionista do City.

Mas vê qualidades no zagueiro.

"Jogador com boa saída de bola, boa técnica, bom passe largo e muito bom no jogo aéreo", elogia, fazendo a seguinte observação:

"Um zagueiro lento, mas que se encaixa perfeitamente como um líbero numa linha de três, com dois alas fechando a última linha defensiva..."

Vejamos...

O jogador de 1,93m tem histórico medíocre, e fez temporada discreta com a camisa do Deportivo La Coruña na última edição da Série B espanhola.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget