Jesus defende Diego após pênalti perdido: "Só erra quem bate"

GLOBO ESPORTE: A eliminação do Flamengo para o Athletico-PR nas quartas de final da Copa do Brasil fez o técnico Jorge Jesus lamenta a sequência de lesões que atrapalharam seu planejamento no tempo normal e nas cobranças de pênaltis. Segundo ele, Bruno Henrique, vetado antes do jogo, Arrascaeta, que saiu aos 13 minutos do primeiro tempo, e Rafinha, substituído já na reta final por questão física, estaria, na lista de cobradores.

- Não á fácil perder nas quartas de final, em uma decisão de penalidades. Nos 90 minutos, o Flamengo foi melhor, uma equipe que teve mais oportunidades de gol. Verdade que a lesão do Arrascaeta, que estava em esplêndida forma, tem influência na equipe. Seria um dos batedores. A equipe fez um jogo bom. Encontrou uma equipe agressiva, que na primeira parte, parou com muitas faltas táticas que o árbitro consentiu. O Flamengo esteve mais perto da vitória. Nas penalidades, tem um pouco de sorte e um pouco de azar, e mérito. Nesse capítulo, dos que tínhamos trabalhado, três não estavam: Bruno Henrique, Arrascaeta e Rafinha, mais Gabriel e Everton. Tivemos que fazer algumas alterações. Não foi bom. Não é dizer que estamos satisfeitos com o jogo, mas a equipe fez um jogo competitivo - disse Jesus.

Diego - Foto: Alexandre Vidal
Perguntado sobre a cobrança de Diego, Jesus falou:

- A decisão dele foi no momento que os jogadores precisam ter. Normalmente, os jogadores não batem assim. Foi a ideia que ele teve. Faz parte de quem bate. Só erra quem bate. A responsabilidade de ser o primeiro a marcar não é fácil.

Nos 90 minutos, o Flamengo foi melhor, uma equipe que teve mais oportunidades de gol.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget