Artilheiro da década, Gabigol conduz Flamengo e alivia Jorge Jesus

UOL: Protagonista do Flamengo na vitória por 2 a 0 sobre o Emelec, pela Libertadores, o atacante Gabigol vai caindo nas graças do torcedor com espírito de luta e com gols que justificam seu apelido e fama.

Com as duas bolas na rede contra os equatorianos, o jogador chegou a 22 anotados em 33 jogos, o que dá ao camisa 9 a melhor média entre os jogadores que terminaram os anos da década como artilheiros do clube: 0,66 gol por jogo.

O camisa 9 supera Hernane, goleador máximo do Fla em 2013. Naquela época, o Brocador marcou 36 vezes em 58 jogos, média de 0,62 por partida. Para fazer os mesmos gols já anotados por Gabriel em 2019, no entanto, o baiano precisou de 37 partidas.

"Espero que siga assim, mas não apenas pelos gols. Não jogo para ser o melhor, jogo para me destacar coletivamente, não individualmente", afirmou o herói da classificação.

Gabigol, jogador do Flamengo - Foto: Delmiro Junior
No jogo de ontem, Gabigol a mais nova vítima da onda de lesões que assombra o clube. Com dores na coxa esquerda, deu lugar a Reinier e será reavaliado na reapresentação. Jogador que mais atuou com o técnico Jorge Jesus, deve ser poupado do jogo de domingo contra o Bahia, 16h, na Fonte Nova, pelo Campeonato Brasileiro.

O jogador foi substituído, mas seguiu atuando no banco de reservas. Antes dos pênaltis, pediu para a torcida gritar mais alto, discutiu com o quarto árbitro e deu uma injeção de ânimo nos colegas durante a corrente final. Na comemoração, foi para a galera e repetiu a comemoração de Vinicius Júnior contra o mesmo adversário. Em 2018, o jovem marcou duas vezes em Guayaquil e festejou com um par de óculos que foi atirado por um torcedor da arquibancada para o gramado.

"Ele está muito confiante, faz gol em todos os jogos. Acho que o coloquei em uma posição em que ele tem mais liberdade, vai de encontro com suas características. Está respondendo com gols", elogiou Jesus.

Os artilheiros do Fla na década e suas médias

2011 - Deivid - 0,40 gols por jogo
2011 - Ronaldinho 0,40
2011 - Thiago Neves 0,36
2012 - Love - 0,47
2013 - Hernane - 0,62
2014 - Alecsandro - 0,45
2015 - Alecsandro - 0,47
2015 - Marcelo Cirino - 0,25
2016 - Guerrero - 0,41
2017 - Guerrero - 0,44
2018 - Henrique Dourado - 0,3
2018 - Lucas Paquetá - 0,21
2019 - Gabigol - 0,66

Com as duas bolas na rede contra os equatorianos, o jogador chegou a 22 anotados em 33 jogos.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget