Diego Alves dá a volta por cima: "Ganhar assim é Flamengo"

GLOBO ESPORTE: Herói da classificação nos pênaltis, contra o Emelec, nesta quarta-feira, no Maracanã, após vitória do Flamengo no tempo regulamentar por 2 a 0, Diego Alves sorria como um menino ao dar entrevistas após a partida. Era expressão de alívio de quem saiu de campo com a missão cumprida.

Há duas semanas, o Rubro-Negro foi eliminado nos pênaltis para o Athletico, na Copa do Brasil, e nesta noite comemora a classificação para as quartas de final. Vai enfrentar o Internacional, entre 21 e 28 de agosto - primeira partida no Rio, a segunda em Porto Alegre.

Diego Alves, goleiro do Flamengo - Foto: Divulgação
Diego foi questionado sobre as vaias no Maracanã, pelos dois gols sofridos contra o Botafogo - na vitória por 3 a 2 do último domingo - e entendeu a reclamação da exigente torcida do Flamengo.

- Eu sou jogador de futebol. Sei que às vezes há dias ruins. A torcida tem carinho especial por mim, e eu tenho por eles. Acho que eles são soberanos, têm que mostrar a insatisfação deles. A gente entra em campo sempre não querendo errar. Infelizmente, somos humanos. Mas futebol é isso. Hoje é dia de glória. Fiquei triste (com as vaias), mas a gente sempre quer ajudar. É para eles (torcedores) essa classificação para a próxima fase - disse Diego Alves.

"Sou rodado"

O goleiro contou da emoção em passar de fase, o que não aconteceu no ano passado, quando o Rubro-Negro terminou eliminado pelo Cruzeiro. E disse que foi sofrido como deveria ser.

- Ganhar assim é Flamengo. Todo mundo fala que tem que ser sofrido. Não precisava ser tanto assim. A gente sabia que, se fizesse um gol, o segundo gol certamente sairia logo em seguida. Conseguimos, depois eles se fecharam, mas agora é curtir - contou o goleiro.

Em entrevista à Fox Sports, o experiente goleiro, que completou 100 partidas pelo Rubro-Negro justamente contra o Emelec nesta noite, reconheceu a pressão pelo momento no time, mas disse que está acostumado e fez referência à longa estrada na carreira.

- Quando veste essa camisa a pressão é como ela é. Contra o Botafogo não foi um bom jogo. Mas sou rodado. Tenho cabeça boa - lembrou Diego Alves.

Diego Alves sorria como um menino ao dar entrevistas após a partida. Era expressão de alívio de quem saiu de campo com a missão cumprida.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget