Flamengo busca título para honrar Garotos do Ninho

LANCE: A dor pelas perdas de 10 companheiros ainda é recente, mas dentro de campo os Garotos do Ninho estão fazendo o melhor em memória das vítimas do incêndio que atingiu o CT do Flamengo, em fevereiro. Neste sábado, às 11h, o time sub-17 tem a chance de conquistar o Brasileirão, contra o Corinthians, no Estádio Kleber Andrade, com a certeza de que também está 'jogando por eles'.

- Jogamos pelos nossos amigos. Não só se conquistarmos o título, mas fazemos cada treino e cada jogo por eles. Se tudo der certo, será uma linda homenagem para eles que estão nos vendo lá de cima - comentou o goleiro Bruno, do Fla.

Foto: Divulgação
Christian Esmério (15 anos), Bernardo Pisetta (14), Pablo Henrique da Silva (15), Arthur Vinícius de Barros Silva Freitas (14), Samuel Thomas de Souza Rosa (15, Jorge Eduardo dos Santos (15), Rykelmo de Souza Viana (16), Gedson Santos (14), Vitor Isaías (15) e Athila Paixão (14) foram as vítimas fatais do incêndio que atingiu o alojamento da base do clube, no Ninho do Urubu, em 8 de fevereiro.

Rykelmo, conhecido entre os amigos como Bolívia, integrava o time que entra em campo neste sábado. Os demais eram de categorias inferiores, mas se conheciam dos treinos e concentrações no Ninho do Urubu. Francisco Dyogo (15), Cauan Emanuel (14) e Jhonata Ventura (15) ficaram feridos no incidente, mas, hoje, estão bem. Os dois primeiros, inclusive, já voltaram a defender o Fla.

SEGUNDO TEMPO DA IDA É INSPIRAÇÃO

Para sair do Estádio Kleber Andrade como campeão brasileiro, o Flamengo precisa de um empate diante do Corinthians, neste sábado. O time venceu o jogo de ida por 4 a 3. A vitória, contudo, veio com muita emoção. A equipe de Phelipe Leal esteve perdendo por 3 a 1, mas chegou à virada na segunda etapa.

Para o goleiro Bruno, é preciso repetir o desempenho dos 45 minutos finais.

- O segundo tempo que fizemos foi muito bom! Estamos focados para fazer um jogo ainda melhor do que aqueles 45 minutos. Queremos entrar ligados desde o primeiro segundo porque é uma final de Brasileirão. Não podemos vacilar novamente como no começo do jogo no Pacaembu - disse, antes de seguir:

- No vestiário o treinador deu uma 'agulhada' e acordou a gente. O Corinthians podia ter matado o jogo no primeiro tempo. Então no intervalo o professor corrigiu nossos erros e conseguimos virar o jogo. Mesmo com vantagem vamos encarar esse jogo com se tivesse sido 0 a 0 na ida - finalizou o goleiro Bruno.

Neste sábado, às 11h, o time sub-17 tem a chance de conquistar o Brasileirão, contra o Corinthians, no Estádio Kleber Andrade.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget