Flamengo e Inter lutam contra fantasmas no Beira-Rio

EXTRA GLOBO: Marcello Neves

Flamengo e Internacional se enfrentam na partida mais importante do ano. Mas o duelo desta quarta-feira, às 21h30, no Beira Rio, não vale apenas uma vaga nas semifinais da Copa Libertadores, mas também o fim de fantasmas que rondam os clubes. Trazendo grandes histórias e escritas, as equipes terão que superar mais fatores além de um difícil adversário do outro lado.

Pelo lado rubro-negro, pesa contra o péssimo retrospecto no Beira Rio. Desde a estreia em 1967, foram 47 jogos e apenas seis vitórias na casa do Internacional. Para piorar, no século 21, venceu apenas duas vezes: por 3 a 1, no Brasileiro de 2002, e por 2 a 1, em 2015 pelo mesmo torneio.

Foto: Divulgação
Curiosamente, foi Paolo Guerrero — agora Colorado e adversário — o autor do gol decisivo neste último triunfo do Flamengo. E por falar em "último", a derradeira derrota rubro-negra foi cercada de polêmicas já que o então técnico Abel Braga se apoiou nas estatísticas ruins para justificar que "era normal perder no Beira Rio".

— Chegar aqui e perder para o Inter não é o que nós queríamos, se não dá para ganhar, é tentar não perder. Mas é um resultado normal, assim como seria se tivéssemos vencido — declarou Abel, após a derrota por 2 a 1, no Beira Rio, pela segunda rodada do Brasileiro de 2019.

Por outro lado, pesa a favor do Flamengo que a última vitória do Internacional pela diferença necessária para a classificação foi apenas em 2014: placar de 4 a 0, que marcou a demissão do então técnico Ney Franco. De lá para cá, foram quatro jogos no Beira Rio e nenhum placar que classificaria o colorado (derrota por 2 a 1 em 2015, vitórias por 2 a 1 em 2016, 2018 e 2019).

Já a escrita do Internacional tem a ver com os números desta temporada: dentro de casa, ainda não venceu por três gols de diferença. A última vez que bateu um adversário por 3 a 0 foi o Fluminense, em agosto de 2018, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Apesar disso, o atacante Paolo Guerrero segue confiante.

— São 90 minutos de jogo. Vamos dar a vida em campo e lutar até o final — declarou.

Na Libertadores, o Internacional já viveu situação parecida com a desta quarta-feira — e saiu com a vitória. Em 2010, foi derrotado por 3 a 1 pelo Banfield, da Argentina, na partida de ida, mas venceu por 2 a 0 no Beira Rio e conseguiu a classificação.

Pelo lado rubro-negro, pesa contra o péssimo retrospecto no Beira Rio. Desde a estreia em 1967, foram 47 jogos e apenas seis vitórias.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget