"Fui convidado para transformar o Flamengo", diz Muricy

TORCEDORES: Por Matheus Camargo

Multicampeão pelo São Paulo e com ótimas passagens por Internacional, Santos e Fluminense, Muricy Ramalho teve no Flamengo seu último trabalho na carreira de treinador.

Em entrevista ao programa Alê Oliveira Responde, do canal De Sola, Muricy revelou que tinha um projeto “grandioso” no clube rubro-negro e que o Flamengo lhe ofereceu o melhor contrato da carreira, mas que foi precisa entrar em uma UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para perceber que era necessário abandonar a carreira.

Foto: Gilvan de Souza
“Fui convidado para trabalhar no Flamengo para ser técnico, mas também para transformar o Flamengo. O Flamengo pisava no barro no Ninho do Urubu, era um desastre. Me convidaram pela experiência que eu tinha do São Paulo, me mostraram o projeto. Falei: ‘isso é demais’. O Ninho do Urubu hoje é um dos melhores do Brasil. Eu fazia parte desse projeto, modificar o que era”, explicou o ex-treinador e atual comentarista do Sportv.

“Mas eu tive que abrir mão porque, não sei se você (Alê Oliveira) conhece uma UTI. É um lugar todo fechado, te colocam 200 tubos na cara e você fala: ‘meu, o que eu tô fazendo aqui?’ Foi a segunda vez que eu fui. Perguntei para Deus: ‘o que eu tô fazendo aqui sozinho?’ Aí eu falei: ‘caramba, tenho casa na praia, sítio, não sei o que, e eu não faço nada na vida. Eu vou morrer aqui. Não curti a vida’. O futebol tira você, te consome de segunda a segunda. Prometi para Deus: ‘se eu sair daqui, eu paro’.”

O trabalho de Muricy no Flamengo durou cerca de seis meses, mas um problema cardíaco que já havia o levado ao hospital fez com que ele decidisse abandonar a carreira de técnico.

Muricy revelou que tinha um projeto “grandioso” no clube rubro-negro e que o Flamengo lhe ofereceu o melhor contrato da carreira.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget