Gabigol faz o Flamengo "sofrer", mas no fim decide

LANCE: Após 35 anos, o Flamengo está de volta às semifinais da Copa Libertadores. A classificação veio nesta quarta, com o empate em 1 a 1 diante do Internacional, em um lotado Beira-Rio - na ida, no Maracanã, o Rubro-Negro venceu por 2 a 0. A classificação veio após tempos distintos em Porto Alegre, e Gabigol, após perder chances claras na etapa inicial, foi quem selou a vaga na próxima fase.

GABIGOL, PRECISAVA DESSE SOFRIMENTO?

"Se aquelas bolas entrassem..." Esse era o sentimento dos rubro-negros no intervalo da partida entre Flamengo e Internacional, nesta quarta, no Beira-Rio. Os 45 minutos iniciais foram dominados pelo time de Jorge Jesus e as chances mais claras estiveram nos pés de Gabriel Barbosa, que, ao perdê-las, também desperdiçou a oportunidade de liquidar o confronto e o sofrimento da Nação.

Afinal, a segunda etapa veio e o Internacional, com as mudanças feitas por Odair Hellmann, foi para cima e dominou o jogo. Depois do gol de Rodrigo Lindoso, o Colorado partiu ao ataque de vez e, em contra-ataque puxado por Bruno Henrique, a bola novamente chegou ao camisa 9. Desta vez, cara a cara com Marcelo Lomba, Gabigol não perdoou e garantiu a festa do Rubro-Negro.

Gabigol comemorando gol em Internacional x Flamengo - Foto: Pedro Martins
POSTURA PERFEITA DO FLAMENGO

Ao manter a postura ofensiva do Flamengo, optando por Gerson no meio de campo, Jorge Jesus deu ao time a possibilidade de esfriar o Beira-Rio, com a posse de bola e avanços conscientes ao ataque. Os 15 minutos iniciais foram dominados pelo Rubro-Negro, que só não marcou pelos erros de Gabriel Barbosa. Além de não sofrer com a pressão de atuar fora de casa, a defesa, com Rodrigo Caio e Pablo Marí no "miolo", não deu brechas aos adversários.

OUTRO INTER DEPOIS DO INTERVALO

Se o Internacional mostrou-se inofensivo na primeira etapa, o cenário mudou após o intervalo. As entradas de Nico López e Wellington Silva deram "nova vida" ao ataque, mas a principal mudança passou pela postura mais agressiva do time, atacando e brigando mais pela posse de bola. Foi assim que a equipe de Odair Hellmann conseguiu criar algum problema para o Flamengo. Mesmo com o gol de Lindoso, contudo, a classificação ainda parecia longe. O gol de Gabriel Barbosa, obrigando o rival a buscar mais três gols, liquidou a parada.

CUÉLLAR MOSTRA SEU VALOR

Com direito a afastamento e reintegração ao elenco, Gustavo Cuéllar teve uma semana conturbada, mas não o colombiano não levou isso para campo. Com marcação firme e segurança na saída de bola, o camisa 8 mostrou o seu valor - e, especialmente, porque a diretoria não quer o liberar neste momento do ano.

QUE VENHA O GRÊMIO!

Com a classificação obtida no Beira-Rio, o Flamengo agora terá o Grêmio pela frente na semifinal da Copa Libertadores. Por ter uma campanha melhor do que a do Tricolor Gaúcho, o time de Jorge Jesus fará a partida decisiva em casa.

O jogo de ida será na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, no dia 2 de outubro. O confronto decisivo, no Maracanã, no Rio de Janeiro, será no dia 23 de outubro.

Afinal, a segunda etapa veio e o Internacional, com as mudanças feitas por Odair Hellmann, foi para cima e dominou o jogo.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget