Jesus não perde oportunidade e convida CR7 para jogar no Mengo

ESPN: Jorge Jesus já sabe: a prioridade do Flamengo no ano é a Copa Libertadores. E o técnico português acredita na capacidade de sua equipe ser campeã, mas também se surpreende com o poder que vem do país vizinho.

“O Boca está muito forte. Está a investir para ganhar a Libertadores, foi buscar vários jogadores, um dos quais Salvio, que é um jogador muito caro. Fiquei surpreendido que o Boca Juniors tem capacidade para pagar o que o Salvio ganha, porque foi meu jogador no Benfica e eu sei quanto ganha... Nenhum jogador do Flamengo ganha o que ele ganhava no Benfica”, disse em entrevista ao site oficial da Libertadores.

“Apesar do último campeão da Libertadores ter sido o River (Plate), porque eu vi os jogos, continuo a dizer que os clubes argentinos e brasileiros são os mais fortes, completamente diferenciados em termos de estilos de jogo. As equipes argentinas são mais competitivas”, analisou o comandante rubro-negro.



Para Jesus, há diferenças entre os estilos das duas nacionalidades.

“O brasileiro continua sendo o jogador com mais talento no mundo. (...) O jogador argentino é um pouco diferente do brasileiro, é mais tecnicamente evoluído, mais agressivo, mais competitivo. Jogador brasileiro é com talento, mas mais pausado, mais pensador no jogo. São dois estilos completamente diferentes”, opinou.

Convite a Cristiano Ronaldo

Português, Jesus não teve como escapar da pergunta mais polêmica da última década no futebol: Messi ou Cristiano Ronaldo?

“Diferentes. Se tivesse a inteligência de juntar os dois, ninguém os ganharia. Mas fazem os dois a mesma coisa com estilos diferentes. Para mim, o melhor é Ronaldo. Mas Messi, para quem vê, é mais artista”, declarou.

“Todo menino que quiser ser jogador de futebol devia ter o exemplo do que é ser profissional de futebol. Ronaldo nasceu para jogar, vive pelo futebol, prepara-se para o futebol. Profissional exemplar. Também tem as suas maluquices, como todos têm, mas isso quando está em férias. Em casa tem ginásio, campo para treinar, ele só pensa em se valorizar. Ele está com 34 anos, vai jogar mais 3, 4 anos. O Messi não vai chegar aí”, ressaltou.

Perguntado se daria tempo de ‘CR7’ jogar uma Libertadores nesses quatro anos restantes de carreira, Jorge Jesus não perdeu a oportunidade de fazer um convite.

“Se ele quiser vir para o Flamengo... (risos)”, brincou.

Português, o técnico do Flamengo não teve como escapar da pergunta mais polêmica da última década no futebol: Messi ou Cristiano Ronaldo?

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget