Jorge Jesus nota coisas que nem os brasileiros valorizam mais

BLOG DO PVC: Jorge Jesus está feliz.

Tão radiante que é difícil decifrar quem anda mais contente. A torcida do Flamengo com Jorge Jesus ou Jorge Jesus com a torcida do Flamengo.

Se você não percebe isso em seu olhar, preste atenção às declarações.

Algumas delas têm de ser percebidas por nós, que andamos desapontados há tanto tempo com o futebol brasileiro.

Alguns de nós, críticos, damos por vezes a impressão de não gostar tanto de futebol quanto quem se senta nas arquibancadas ou quem entra no gramado e percebe a energia que este Brasileirão tem trazido. O campeonato de mais público no país em 36 anos cativa quem nele presta atenção sem se prender a conceitos pré-fabricados.

Jorge Jesus não se prende, até porque daqui conhecia bem pouco.

Mas repete algumas frases fortes.

Jorge Jesus distribuindo coletes no Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
A este colunista, disse que invasão de aeroportos não é amor. Amor por um clube é chorar junto e dar apoio aos jogadores nos momentos difíceis.

Em Fortaleza, relatou seu encanto com o estádio lotado pelo que disse serem 65 mil pessoas – na verdade eram 49.900. Espantou-se também com torcedores de camisas alvinegras e rubro-negras misturadas, em pedaços centrais das arquibancadas do Castelão: "Em Portugal, tens de levar tua camisola numa sacola e só colocá-la quando chega ao estádio, porque senão corres o risco de ser agredido", declarou. "Vim aqui ver o que é paixão. Sabia que era assim e vim aqui ao Brasil para confirmar", prosseguiu.

O técnico português se espanta como nossa idiossincrasia de julgar a Copa do Brasil mais valiosa do que o Brasileirão. Não é nem pode ser. Faz a radiografia de defeitos que vê, mas fala também do que o encanta. Ele está mesmo encantado.

Verdade que Jorge Jesus deu também uma sorte incrível, por chegar ao Brasil justamente no Campeonato de mais público presente aos estádios. Mas ele nota coisas que nós, há tempos, não falamos. Que as arquibancadas do Maracanã têm torcedores misturados, que havia camisetas do Vasco junto às do Flamengo na parte central do Mané Garrincha, em Brasília, que há amor real pelo futebol.

Em síntese, Jorge Jesus está nos dizendo que aqui é o país do futebol.

Que as arquibancadas do Maracanã têm torcedores misturados, que havia camisetas do Vasco junto às do Flamengo na parte central do Mané.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget