Por que Tite não convoca Gabigol e Dudu?

UOL: A seleção brasileira foi convocada na manhã de hoje (16) por Tite para amistosos contra Colômbia e Peru, em setembro. As ausências de Dudu, do Palmeiras, e Gabigol, do Flamengo, chamaram atenção mais uma vez e reforçaram como a dupla não se enquadra nos planos da comissão técnica canarinho.

Ambos mostram regularidade e poder de decisão no futebol brasileiro há um bom tempo, mas ainda não atingiram um patamar esperado por Tite e seus pares para merecerem uma vaga na seleção brasileira. Isso passa não só por rendimento técnico, mas também por questões táticas e concorrência no setor. O público reagiu mal na internet.

Foto: Divulgação
Por que não Gabigol?
Gabigol foi o segundo maior artilheiro do Brasil na temporada passada, quando ainda defendia o Santos. Neste ano, lidera o ranking e se firmou como referência do ataque do Flamengo. Só que na seleção está em uma fila que tem Roberto Firmino, Gabriel Jesus e Richarlison como prioridades para Tite.

A dificuldade para se adaptar a um jogo mais tático, como viveu na Internazionale e no Benfica, pesa. E, até agora, a revelação santista só teve uma chance com Tite na seleção: na primeira convocação do técnico, em agosto de 2016, para os jogos contra Equador e Colômbia pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Por que não Dudu?
Dudu está na quinta temporada pelo Palmeiras e foi protagonista nas conquistas dos títulos do clube neste período, mas oscila muito dentro de um ano. Joga em uma função que já tem Neymar e viu a recente ascensão de Everton Cebolinha. Há ainda opções mais jovens, como David Neres e Vinícius Júnior. Por isso, até agora, o ídolo do Verdão só foi chamado duas vezes por Tite, ambas em 2017: no "Jogo da Amizade", entre Brasil e Colômbia, feito em homenagem às vítimas do acidente aéreo da Chapecoense, e para substituir Douglas Costa na rodada de março das Eliminatórias.

Mas o caso de Dudu passou a ser mais questionado com a decisão de Tite por levar Bruno Henrique, do Flamengo, para os amistosos de setembro. O rubro-negro vai fazer 29 anos em dezembro - Dudu já fez 27 - e está no auge há menos tempo do que o palmeirense. Para a comissão técnica da seleção, pesa mais a versatilidade do flamenguista, que pode ser ponta ou centroavante.

Neste ano, lidera o ranking e se firmou como referência do ataque do Flamengo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget